Como localizar os livros nas estantes

A Biblioteca Central possui um volumoso e variado acervo bibliográfico, o qual, encontra-se devidamente informatizado e organizado conforme as técnicas biblioteconômicas. Isso possibilita o acesso e uso dos itens do acervo pelos usuários, mas, é importante que estes saibam como proceder na busca e acesso aos materiais para que localizem de forma eficiente e com sucesso a obra desejada.

A seguir, listamos as principais etapas a serem observadas pelos usuários em seu processo de busca a um livro no acervo da biblioteca:

  1. Pesquisar no catálogo online
  2. Identificar e anotar o número de chamada
  3. Identificar em que ambiente da biblioteca o livro se encontra
  4. Localizar a obra no acervo pelo seu número de chamada

Após uma breve apresentação sobre a organização do acervo da Biblioteca Central, estes tópicos serão melhor detalhados, incluindo orientações importantes para que os usuários possam compreender e realizar suas buscas de forma autônoma, embora sempre possam contar com o apoio dos funcionários da biblioteca.

Classificação e organização do acervo

O acervo da Biblioteca Central, assim como das demais bibliotecas da UFMT, encontra-se organizado por assuntos, de acordo com a Classificação Decimal Universal (CDU), que contempla as diversas áreas do conhecimento. Esta classificação busca organizar as obras de acordo com seus assuntos, sendo que, cada assunto pertence a uma classe do conhecimento.

A CDU está dividida em 9 classes gerais, conforme listado a seguir:

  • Classe 0 - Generalidades. Ciência do conhecimento.
  • Classe 1 - Filosofia e psicologia.
  • Classe 2 - Religião e teologia.
  • Classe 3 - Ciências sociais.
  • Classe 5 - Matemática e ciências naturais.
  • Classe 6 - Ciências aplicadas. Medicina. Tecnologia.
  • Classe 7 - Arte. Arquitetura. Artes plásticas. Música.
  • Classe 8 - Linguagem. Linguística. Literatura.
  • Classe 9 - Geografia. Biografia. História.

Por sua vez, cada uma dessas classes se subdivide em outras subclasses, dando origem a números de classificação mais amplos, que correspondem à especialização dos assuntos, bem como às diversas formas de relacionamentos que podem ser estabelecidas para representar os assuntos mais complexos.

Outro sistema de classificação utilizado pela Biblioteca Central é a Tabela de Cutter, cuja notação (numeração mista de letras e números) resultante está relacionada ao sobrenome do autor e ao título da obra. Enquanto que o número de classificação de assunto (CDU) aparece na primeira linha da etiqueta dos livros, a classificação de autor (Cutter) aparece na segunda linha. Outras informações sobre as etiquetas, incluindo exemplos, serão apresentados mais adiante.

A seguir, apresentamos o passo-a-passo para localizar os livros nas estantes.

1 - Pesquisar no catálogo online

O primeiro procedimento para localizar uma obra na biblioteca é fazer a consulta ao acervo para saber se existe a obra, e caso exista, se está disponível.

Para isso, basta acessar o catálogo online de consulta ao acervo (www.biblioteca.ufmt.br), e realizar as buscas de acordo com o interesse. A pesquisa poderá ser genérica, por palavra (é a forma padrão, que aparece ao acessar o catálogo), ou mesmo por índice, utilizando-se quaisquer um dos filtros disponíveis (título da obra, sobrenome do autor, assunto, editora etc.); também é possível filtrar a busca por Unidade de Informação (biblioteca), tipo de obra, e por coleção. Veja um exemplo:


2 - Identificar e anotar o número de chamada

Após encontrar o item do seu interesse verifique se há exemplares disponíveis no acervo. Se houver, anote o número de chamada. O número de chamada é um grupo de códigos alfanuméricos que lhe ajudará a encontrar o material na estante, como um mapa. Veja no destaque do exemplo abaixo:


Ao clicar no título destacado da obra, também é possível visualizar os seus dados, bem como seu número de chamada.


Para verificar se o livro possui exemplares disponíveis no acervo da sua biblioteca, basta clicar na opção exemplares, que aparece tanto no resultado inicial da busca, quanto na tela que mostra os detalhes da obra. No exemplo a seguir, observa-se que a obra selecionada possui exemplares disponíveis na Biblioteca Central, pois, logo abaixo do nome da biblioteca aparece o quantitativo de exemplares disponíveis no acervo, bem como o quantitativo de exemplares emprestados (apenas o v. 1, ex. 3).


O número de chamada é formado pelos seguintes componentes: classificação de assunto (CDU), classificação do autor (Cutter), número de edição, volume, tomo ou parte e, número de exemplar. Ocasionalmente podem aparecer outros elementos no número de chamada, mas estes são os principais. Além disso, os dados do número de chamada são os mesmos dados constantes nas etiquetas de lombada dos livros, sendo que, nestas, os componentes aparecem separados, em linhas distintas.


Por essa razão, o número de chamada é fundamental, tanto para organização, quanto para a localização dos livros nas estantes, se houverem exemplares disponíveis no acervo. A seguir, estão detalhados todos os componentes do número de chamada:


Dessa forma, com o número de chamada anotado, dirija-se à estante. Mas, e como saber em qual dos pisos da biblioteca procurar?

3 - Identificar em que ambiente da biblioteca o livro se encontra

Assim como outras bibliotecas, a Biblioteca Central da UFMT possui um vasto acervo multidisciplinar, cobrindo várias áreas do conhecimento humano. Estas obras encontram-se distribuídas pelos ambientes dos 5 pisos de acervo, devidamente organizadas e disponíveis para que os usuários possam buscá-las e acessá-las, podendo utilizá-las em seus estudos e pesquisas no próprio ambiente da biblioteca, ou, ainda, emprestá-las (serviço disponível apenas para usuários da comunidade acadêmica) para as utilizar em outros locais.

Considerando a classificação de assuntos adotada (CDU), de modo geral, as obras do acervo estão distribuídas pelos ambientes da Biblioteca Central da seguinte forma.


Portanto, caso o usuário esteja buscando um livro sobre administração de empresas, com o número de classificação de assunto 658, ele deverá se dirigir ao piso 5, pois, pelo intervalo de classificações apresentado no quadro acima, observa-se que é neste ambiente que a obra desejada se encontra. Caso queria verificar os principais assuntos das obras de cada piso, clique aqui para verificar o quadro ampliado.

4 - Localizar a obra no acervo pelo seu número de chamada

Após identificar o ambiente em que se encontra o livro desejado, o usuário necessitará percorrer as estantes e verificar as etiquetas das obras, até localizar o material. Recomenda-se que primeiramente seja feita uma verificação geral pelas estantes até se chegar à classificação desejada, sem se deter em outros detalhes da etiqueta.

As estantes estão dispostas em filas e identificadas por numeração consecutiva e crescente em suas cabeceiras, com materiais de ambos os lados. Quanto à organização dos livros nas estantes, os mesmos estão ordenados sempre por prateleira (bandeja), no sentido de cima para baixo, e da esquerda para a direita da prateleira. Ao chegar à prateleira inferior, basta continuar na bandeja superior da estante seguinte, normalmente ao lado. A imagem seguinte ilustra essa forma de organização:


Além disso, ao se chegar ao final da fila de estantes, os materiais seguem ordenados do outro lado da mesma fila. Caso os dois lados da fila já tenham sido percorridos, continua-se na fila ao lado, seguindo sempre a mesma sistemática. É possível ainda que materiais de um mesmo assunto principal sejam localizados em mais de um piso, com a sequência da organização do acervo no ambiente seguinte, da mesma forma.

Por outro lado, quando o usuário buscar um livro pelo número de chamada, poderá se deparar com várias obras (às vezes centenas), com o mesmo número de classificação de assunto, além de suas subdivisões, junções, etc., cuja hierarquia segue regras específicas. Nesse sentido, é importante que o usuário compreenda como os livros estão organizados no acervo para localizar o material de seu interesse.

A forma mais simples de percorrer os livros pelo número de classificação é seguir a ordem crescente dos algarismos, da esquerda para a direita.

A característica decimal da CDU faz com que seja necessário tratar cada dígito como uma fração decimal, menor que uma unidade. Por exemplo, a classe 5 será seguida por 50 até 59, 59 por 590/599, antes de se chegar à classe 6. Entre 591 e 592 aparecem todas as subdivisões de 591/591.9. Além disso, os números de classificação sempre estarão separados com ponto decimal a cada grupo de três, para facilitar a leitura.

Os livros estão organizados no acervo segundo a ordem de arquivamento da CDU, a qual, baseia-se na progressão do geral para o particular, ao contrário da ordem de citação, que é aquela em que as classificações são elaboradas.

Também conhecida como ordem vertical, ou sequência vertical, a ordem de arquivamento dos livros é compulsória e fixa, devido à necessidade de padronização, e ao método de arranjo dos catálogos e das coleções nas bibliotecas.

Para fins de ilustração, a seguir, é exemplificado o arquivamento de algumas obras referentes ao tema trabalho e suas variações, cujo número simples é 331. Na imagem em destaque, que representa a visão da lombada de alguns livros com suas respectivas etiquetas, estão apresentadas as regras de arquivamento que são seguidas:


É importante mencionar que na imagem anterior não constam todas as possibilidades de formação de números de classificação e suas formas de ordenação, sendo destacados apenas alguns dos tipos mais comuns. Eventualmente, haverão números de classificação que envolvem outros símbolos auxiliares e que também possuem uma ordenação lógica. Caso necessite verificar a ordem de arquivamento completa da CDU, clique aqui.

Nos exemplos anteriores, está explicitada a ordem de arquivamento com diferentes números de classificação, inclusive compostos. Mas, quando o usuário se deparar com diversos números de classificação de assunto idênticos, necessitará recorrer aos demais elementos do número de chamada para se orientar. A imagem a seguir demonstra a ordenação dos demais componentes do número de chamada, que permitem tanto a guarda do material quanto a sua localização:


Conforme se observa nos exemplos anteriores, o número de chamada equivale ao endereço do livro no acervo da biblioteca. De sua posse, o usuário poderá se guiar para localizar o material desejado como se utilizasse um mapa, podendo chegar ao material específico de que necessita, em meio a tantos outros.

Resumindo:

Após pesquisar e identificar o material desejado e se certificar de que o mesmo está disponível no acervo, basta anotar o seu número de chamada. Também é necessário identificar o ambiente ou piso em que o material se encontra.

Todos os livros estão etiquetados com o número de chamada na sua lombada. Assim, para  chegar à obra desejada, basta seguir o número de classificação de assunto (primeira linha da etiqueta) em ordem crescente e conforme a ordem de arquivamento. Quando os números de classificação de assunto forem iguais, basta se guiar pelos números da classificação de autor (segunda linha da etiqueta) em ordem crescente, e, se necessário, fazer o mesmo com os demais elementos.

Importante:

Caso haja dúvida ou dificuldades para pesquisar no catálogo ou mesmo para localizar o livro nas estantes, solicite auxílio a um funcionário da Biblioteca.

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0736

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30