Comunidade

SINDUSMAAD fomenta cursos de qualificação no setor florestal


Iniciou neste sábado (28), o curso de operador de serra fita com a participação de 21 funcionários das madeireiras associadas dos municípios de Sinop, Santa Carmem, Cláudia e Vera. O curso é ofertado pelo Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte do Estado de Mato Grosso (Sindusmad) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) para atender a uma solicitação dos empresários do setor de base florestal com a finalidade em qualificar seus colaboradores, para que esses profissionais possam obter a certificação de “serrador”, uma das principais funções a ser exercida em uma indústria madeireira.

Na programação do curso, as atividades serão divididas em duas etapas, a parte teórica que irá abranger todo o contexto das ferramentas e equipamentos, e a parte prática, onde irá aprimorar o exercício da função desempenhada pelos profissionais, ao todo o curso terá uma jornada de 24 horas. A empresa AC Henriques de propriedade de um dos diretores do Sindusmad, disponibilizará a própria indústria para a realização das aulas práticas, e assim, desenvolver com mais eficiência a atividade.

Para o professor do Senai Paulinho Schneider a função de operador de serra fita é a principal função dentro do processo de desdobro de madeira, o serrador é o ponto chave que determina a produção e a qualidade da madeira e seus subprodutos. “A nossa expectativa sempre é que consigamos formar bons profissionais, disponibilizando profissionais de excelência para o setor madeireiro e que possa promover o crescimento dos nossos alunos”, destacou. Paulinho enfatiza que “a parceria entre ambas as instituições, Sindusmad e Senai, é uma parceria primordial que fez alavancar todos os atendimentos que estão sendo realizados junto ao setor madeireiro, e foi uma parceria que podemos afirmar que ela deu certo, e esperamos que essa combinação possa se permanecer por longos anos ou para sempre se for o caso”, concluiu.    

O aluno Henrique Rodrigues de Lara está bastante entusiasmado com o início do curso, e espera daiquirir novos conhecimentos durante as aulas, levando em consideração que em toda sua carreira profissional nunca participou de um curso de qualificação, e aprendeu exercer a função na pratica, a partir dos ensinamentos de outros colaboradores. Henrique tem 54 anos e trabalha no setor aproximadamente a 35 anos, e atualmente exerce a profissão de serrador na indústria madeireira São Bernardo, localizada no município de Cláudia-MT. Em seu ponto de vista a iniciativa da realização deste curso técnico irá proporcionar a absorção de novos conhecimentos, pois sempre existe algo a apreender e a ser compartilhado. “Hoje vivenciamos um período de baixa disponibilidade de oferta de matéria prima, e temos que tratar como essencial o aproveitamento da madeira para um melhor desempenho no setor de produção”, enfatizou. Com a conclusão do curso, além da obtenção do diploma de certificação que irá agregar seu curriculum, Henrique espera agregar novos conhecimentos.

Segundo presidente do Sindusmad Wilson José Volkweis, a disponibilidade de mão de obra para o setor está precária, não somente para o segmento da madeira como outros setores. Para Volkweis é de suma importância para o setor de base florestal a realização de cursos em parceria com o Senai, pois a qualificação da mão de obra fará toda a diferença na produção dentro da indústria, no que tange a qualidade, produtividade e aproveitamento da matéria prima. O presidente destaca que o Sindusmad está empenhado, engajado e procurando realmente melhorar cada vez mais a qualidade de mão de obra para as indústrias, e enfatiza que o sindicato madeireiro está constantemente divulgando para sociedade oportunidades de emprego e promovendo conversas com os empresários industriais para saber as reais necessidades no que tange a mão de obra. “vamos propor novos cursos para o futuro, pedindo opinião para os associados e diretores, para saber quais cursos devemos implementar para o setor” informou. Wilson complementa que em sua gestão quer deixar o legado para o próximo presidente e nova diretoria, com a realização de cursos técnicos para que possa capacitar o máximo de profissionais junto ao setor, pois teremos um retorno a médio e longo prazo, em melhor qualidade de produtividade em nossas empresas.

Paralelamente está sendo realizado in loco em áreas de manejo florestal, o curso “técnicas de corte e arraste” voltado para extração de madeira, com objetivo em capacitar os profissionais que trabalham no segmento extrativo.




TAGS:
Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0736

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30