Extensão



Liga Acadêmica de Ciências Farmacêuticas



Perfil do instagram: lacifar.ufmt

E-mail: lacifar.ufmt@gmail.com


_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________

ÁREA DE ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO: BACTERIOLOGIA CLÍNICA











           A disciplina de Microbiologia estudada durante a graduação de Farmácia é a base para se adquirir conhecimentos sobre a prática laboratorial nessa área. A Microbiologia estuda a vida microscópica, ou seja, os micro-organismos e suas atividades. Esses micro-organismos, são seres vivos minúsculos que individualmente são muito pequenos para serem visualizados a olho nu. O grupo inclui bactérias, fungos (leveduras e bolores), protozoários, algas microscópicas e também inclui os vírus, entidades acelulares. Na prática clínica, os profissionais habilitados nessa área, desempenham uma importante função, que é compreender as doenças que os micro-organismo causam e a maneira para controlá-las.

A Bacteriologia Clínica é a especialidade, dentre as diversas áreas de atuação do profissional farmacêutico, onde se estuda o ciclo de vida e as patologias causadas por uma série de bactérias patogênicas específicas, ou seja, detecta bactérias através de meios de cultura, identifica e realiza laudos sobre os achados. Essa área permite o profissional atuar compreendendo as doenças infecciosas, a forma de controlá-las, as formas de tratamento, os patógenos associados que é de grande importância para o diagnóstico correto e para a promoção da saúde. O diagnóstico permite o tratamento de tais afecções antes de complicações graves ou quando a complicação já está instalada, tratá-la de forma mais específica.

O especialista em Bacteriologia estuda a morfologia, ecologia, genética e bioquímica das bactérias para que seja feita a identificação, classificação e caracterização das espécies bacterianas corretamente, e assim realizar o diagnóstico e o tratamento adequado para o paciente. Ou seja, é uma grande responsabilidade o correto manuseio das técnicas, dos equipamentos e materiais dentro do laboratório para que nenhum erro aconteça.

O farmacêutico habilitado em Bacteriologia Clínica pode trabalhar em diversos locais como setores públicos, hospitais, laboratórios de análises clínicas tanto da rede privada quanto pública, indústria de alimentos, controle de qualidade, entre outros. O salário varia de acordo com o local e a região do Brasil. 

Cabe ressaltar que a resistência bacteriana vem sendo um dos maiores desafios da atualidade e isso está fazendo com que essa área ganhe cada vez mais espaço e reconhecimento. Desse modo, é uma das áreas que vem se expandido para o farmacêutico e outros profissionais com o intuito de pesquisar esses micro-organismos resistentes e buscar formas de tratamento e solução para esse problema, sendo um fato de grande importância.

A área de atuação do farmacêutico em Bacteriologia Clínica é semelhante com a área em Microbiologia Clínica. No entanto a microbiologia permite a identificação de outros micro-organismos além das bactérias, como fungos e vírus. Desse modo, o profissional habilitado em Bacteriologia Clínica trabalha especificamente com bactérias, e seu conhecimento é para esse grupo de micro-organismos.

Por fim, é uma grande e importante área para os estudantes que gostam de microbiologia, especialmente do grupo das bactérias. Há várias informações sobre essa especialidade, normas laboratoriais que devem ser seguidas por esse profissional.


Referências:

MICROBIOLOGIA. Tortora, G.J.; Funke, B.R.; Case, C.L. tradução: Aristóbolo Mendes da Silva ... [et al.]; revisão técnica: Flávio Guimarães da Fonseca. – 10. ed. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre: Artmed, 2012.

MICROBIOLOGIA MÉDICA. Patrick R. Murray, Ken S. Rosenthal, Michael A. Pfaller; [tradução Carlos Pelleschi Taborda… et al.]. – Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FORMATO CLÍNICO- Normas e manuais- Áreas de atuação Microbiologia Clínica para o controle de infecção. Disponível em: https://www.formatoclinico.com.br/normas-e-manuais/

GUIA DO ESTUDANTE- Microbiologia: conheça área de grande destaque na pandemia. Disponível em: https://guiadoestudante.abril.com.br/orientacao-profissional/microbiologia-conheca-area-de-grande-destaque-na-pandemia/

CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA- RESOLUÇÃO Nº 572 DE 25 DE ABRIL DE 2013. Disponível em: https://www.cff.org.br/userfiles/file/resolucoes/572.pdf

BENCHIMOL, J.L. A instituição da microbiologia e a história da saúde pública no brasil.  Ciênc. saúde coletiva 5(2) 2000. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232000000200005


                @lacifar.ufmt( https://www.instagram.com/lacifar.ufmt/ )

                  lacifar.ufmt@gmail.com


Publicado em 10 de Junho de 2021.






Liga Acadêmica de Ciências Farmacêuticas – LACIFAR/UFMT/CUA

Taynara Santos Santana

Data: 11/05/2021

Farmácia Clínica e atuação do profissional farmacêutico


A farmácia clínica surgiu nos Estados Unidos em 1960 em ambiente hospitalar, e teve seu pontapé inicial a partir do momento em que o farmacêutico passou a ser visto somente como um mero vendedor de medicamentos nas farmácias, provocando a insatisfação desses profissionais e levando estudantes e professores universitários às reflexões e criação do movimento “Farmácia Clínica”. Esse movimento fez com que farmacêuticos se aproximassem do paciente e da equipe de saúde, assim promovendo o desenvolvimento e aperfeiçoamento de habilidades relacionadas à farmacoterapia(Menezes, 2000; Pereira; Freitas, 2008).

Segundo o conselho Federal de Farmácia (CFF), a farmácia clínica é uma área voltada à ciência e prática do uso racional de medicamentos, na qual os farmacêuticos prestam cuidado ao paciente, de forma a otimizar a farmacoterapia, promover saúde e bem-estar, e prevenir doenças.

A farmacoterapia é caracterizada pelo uso de medicamentos para o tratamento de doenças ou outras condições de saúde, portanto, ter profissional capacitado acompanhando o uso desses medicamentos pelo paciente traz a ele diversos benefícios como:


                          Esclarecimento de dúvidas do paciente pelo profissional farmacêutico;

                          Redução de problemas relacionados ao uso de medicamentos;

                           Melhora a saúde do paciente;

                          Maior adesão ao tratamento;

                          Maior segurança e eficácia no tratamento;

                          Permite o uso racional de medicamentos;

                          Diminui as chances de ocorrer interações medicamentosas, intoxicações e reações adversas a medicamentos.


O uso racional de medicamentos é de suma importância, pois faz com que o paciente receba somente os medicamentos apropriados e necessários para sua condição clínica, doses adequadas de acordo com suas características individuais e uso por período adequado, logo,a presença do farmacêutico clínico no tratamento desse paciente é de suma relevância.

Uma das principais funções desse profissional é realizar a atenção farmacêutica, onde irá orientar o paciente sobre o uso do medicamento, acompanhar o uso da terapia medicamentosa proposta pelo médico, observar se o tratamento está sendo seguro e efetivo para o paciente, identificar os possíveis problemas relacionados ao medicamento, reações adversas e interações que possam estar ocorrendo, bem como solucionar esses problemas por meio de sua intervenção contribuindo na prescrição médica.

Além do cuidado ao paciente, promoção do uso racional de medicamentos e otimização da farmacoterapia, o farmacêutico clínico também pode exercer outras atividades como realizar consultas, anamnese, solicitar exames para monitorar resultados da farmacoterapia, orientar e auxiliar os pacientes e entre outros. Vale ressaltar que esse profissional deve-se basear sempre em evidências cientificas e manter-se atualizado no exercício da sua atividade, e deste modo, a educação continuada tem papel fundamental. É importante a atualização sobre medicamentos, tratamentos e informações relevantes à sua prática. Além disso, o farmacêutico clínico possui papel fundamental na educação da equipe multiprofissional, pacientes e cuidadores.

Os principais locais para o desenvolvimento desta modalidade farmacêutica se dá em consultórios farmacêuticos, clínicas, hospitais, ambulatórios, farmácias comunitárias, domicílios de pacientes, unidades de atenção primária e entre outros.

Contudo, o farmacêutico nessa área se encarrega de possibilitar o cuidado ao paciente, contribuir para a resolução de problemas de saúde relacionados a medicamentos, consequentemente reduzir a morbidade e a mortalidade resultante da utilização de medicamentos, por meio da aplicação dos conhecimentos aprofundados que detém sobre eles.


FONTES CONSULTADAS:

ARAUJO, C.E.P.; TESCAROLLO, I.L.; ANTÔNIO, M.A. Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica. – Ponta Grossa, PR: Atena Editora, 2019. DOI: 10.22533/at.ed.918191911. Disponível em: https://www.atenaeditora.com.br/wp-content/uploads/2019/11/E-book-Farmacia-Clinica-e-Atencao-Farmaceutica.pdf . Acesso em: 11 maio. 2021.

CLINICAR. Farmacêutico clínico: O que faz? .Disponível em: https://clinicarx.com.br/blog/farmaceutico-clinico-o-que-faz/ . Acesso em: 12 maio 2021.

CFF. Conselho Federal de Farmácia. [Atribuições Clínicas do Farmacêutico]. Disponível em: https://www.cff.org.br/userfiles/file/noticias/Apresenta%C3%A7%C3%A3o%20CFM%20(5).pdf . Acesso em: 14 maio 2021.

CFF. Conselho Federal de Farmácia. Resolução Nº 585 de 29 de agosto de 2013. Regulamenta as atribuições clínicas do farmacêutico e dá outras providências. Seção 1, p. 1, ago. 2013. Disponível em: https://www.cff.org.br/userfiles/file/resolucoes/585.pdf . Acesso em: 13 maio 2021.

CRF SP. Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo. [Farmácia Clínica]. Setembro.2019. Cartilha. Disponível em: http://crfsp.org.br/images/190919_cartilha_fc_GM_s04.pdf . Acesso em: 11 maio 2021.

EUROFARMA. [Atenção Farmacêutica]. Cartilha. Disponível em: https://cdn.eurofarma.com.br/wp-content/uploads/2016/12/atencao-farmaceutica.pdf. Acesso em: 13 maio 2021.

PEREIRA, L.R.; FREITAS, O. DE. A evolução da Atenção Farmacêutica e a perspectiva para o Brasil.Rev. Bras. Cienc. Farm., v.44, n. 4, Dez. 2008. DOI: 10.1590/S1516-93322008000400006. Disponível em: http://www.scielo.br/j/rbcf/a/d9zrdFQdY8tSqMsCXQ8WWBC/?lang=pt . Acesso em: 11 maio. 2021.

STORPIRTIS, S. et al. Ciências Farmacêuticas: Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan S.A,2008. ISBN 978-85-277-1380-1. Disponível em: https://farmatecaunicatolica.files.wordpress.com/2017/12/ciencias-farmaceuticas-farmc3a1cia-clc3adnica-e-atenc3a7c3a3o-farmacc3aautica.pdf . Acesso em: 12 maio 2021.





Liga Acadêmica de Ciências Farmacêuticas – LACIFAR/UFMT/CUA

 

No início do mês de abril se iniciaram as atividades da Liga Acadêmica de Ciências Farmacêuticas, do curso de Farmácia do Campus Universitário do Araguaia.

O projeto foi idealizado pelos acadêmicos do curso, visando aprimorar seus conhecimentos ao longo da formação acadêmica e conta com a colaboração/orientação da docente do curso de Farmácia, a Dra.Karina da Silva Chaves. Os acadêmicos que propuseram a criação e compõem a Diretoria Executiva da LACIFAR são Lara Fabiana Luz Malheiro, Taynara Santos Santana, Maria Gabriela Meireles Aleixo, Deyse Carolini de Almeida, Maria Eduarda Adolfo Alves, Jordana Martins Cabral, Marillya Peres de Freitas e Estenio José Martins Mota.

A idealização desse projeto escreve mais uma página da história do Curso de Farmácia do Campus Universitário do Araguaia e traz a certeza de que irá gerar bons frutos e “causos” para serem contatos.

A LACIFAR visa promover a divulgação de conhecimento e informações científicas sobre as diferentes áreas de atuação do farmacêutico, tanto para os acadêmicos dos cursos da área de saúde, quanto para sociedade.

Várias atividades propostas já começaram a ser implementadas, dentre elas a criação do Instagram, onde você já pode encontrar informações, dicas e notícias, organização e divulgação do Edital de seleção dos ligantes e a aula inaugural da liga.

Siga a LACIFAR e fique por dentro de tudo que está sendo organizado e planejado!

                 @lacifar.ufmt( https://www.instagram.com/lacifar.ufmt/ )

                  lacifar.ufmt@gmail.com







No quinto episódio do podcast Dose de Farmacologia o tema foi Vacinas da Covid-19, onde convidamos a Profa. Dra. Gisele Facholi Bomfim da Universidade Federal de Mato Grosso, do Campus de Sinop, para discutir sobre o que são vacinas, quais vacinas estão em uso no Brasil, os mitos e verdades sobre as vacinas da covid-19 e as vacinas que estão sendo desenvolvidas no Brasil. O grande intuito deste episódio é informar a população em geral quanto a importância da vacinação e a segurança das vacinas em uso no Brasil. Abaixo é possível conferir os aspectos abordados nesse episódio, bem como o link de acesso ao podcast. Convidamos todos a conferirem o quinto episódio e os próximos que virão.

Com os nossos melhores cumprimentos,

Rinaldo Rodrigues e Raiany Alves.




Spotify:

https://open.spotify.com/show/6263h0eozEfdkiOIe2829t

Google Podcasts:

https://www.google.com/podcasts?feed=aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy8yZmEyMmZiOC9wb2RjYXN0L3Jzcw==

Anchor:

https://anchor.fm/dosedefarmacologia




Centro de Estudo e Informação Toxicológica do Araguaia

Perfil do instagram: ceitoxaraguaia

Perfil facebook:  ceitoxaraguaia 



Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0736

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30