ARAGUAIA – UFMT discute Câmpus e gestão em reunião pública
 UFMT - ARAGUAIA – UFMT discute Câmpus e gestão em reunião pública

ARAGUAIA – UFMT discute Câmpus e gestão em reunião pública

Publicado em Notícias | 11/07/2019

Dando prosseguimento a série de reuniões públicas que estão sendo realizadas em todos os Câmpus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a reitora da Instituição, professora Myrian Serra, participou na manhã desta quinta-feira (11), das atividades na unidade Barra do Garças, do Câmpus do Araguaia. A agenda têm sequência ainda hoje com a mesma atividade na unidade do Pontal do Araguaia. Na semana que vem as atividades prosseguem no Câmpus de Sinop, na terça-feira (16), e no Câmpus de Cuiabá – incluindo Várzea Grande, na quinta-feira (18).
“Esta é uma oportunidade da gestão não apenas explicar como funcionam alguns serviços, como o Restaurante Universitário, mas uma oportunidade principalmente de ouvir a comunidade acadêmica, suas demandas e suas especificidades”, afirmou a reitora. “Trata-se de lançar um olhar diferenciado para a região e Câmpus do Araguaia, para que a UFMT possa ser efetivamente uma instituição multicampi”, completou.
“A Administração Superior tem que estar sempre presente e próxima das administrações dos Câmpus do Interior até como forma de fortalecer àqueles administradores. A reunião pública foi bastante produtiva. Embora o tempo fosse curto, conseguimos verificar vários aspectos e necessidades do Câmpus do Araguaia”, salientou o Pró-reitor do Câmpus do Araguaia, professor Paulo Jorge da Silva.
A Pró-reitora de Assistência Estudantil, professora Erivã Garcia Velasco, destacou a importância de ouvir os Câmpus após os seis meses de implementação da nova política de alimentação, aprovada no final do ano passado no âmbito do Conselho Universitário (Consuni). “É extremamente importante porque a gente pode fazer um balanço, colher todas as críticas, sobretudo as percepções sobre a gestão dos Restaurantes Universitários, que podemos, sem dúvida, aperfeiçoar a partir do regramento em discussão no Consuni sobre o funcionamento dos mesmos”, disse, acrescentando que as visitas permitem que sejam ouvidos os gestores locais e, principalmente, os estudantes, usuários do serviço. “Não há, realmente muita diferença entre as questões apontadas, mas preocupações que, percebemos, dizem respeito a particularidade de cada Câmpus”, prosseguiu.
Por sua vez, o Pró-reitor Administrativo, Bruno Cesar Souza Moraes, frisou que surgiram questões pontuais em relação ao Restaurante Universitário e que as mesmas serão tratadas com os fiscais e a empresa para que o impacto seja reduzido. “Vamos trabalhar junto às nutricionistas e capacitar os fiscais, além de criar um check list para que qualquer pessoa possa fazer o acompanhamento e identificar o que está posto. Além disso, vamos dar mais transparência aos contratos, disponibilizando todos nas páginas dos RUs. Apesar destas informações já estarem disponíveis no site da UFMT, essa é forma de facilitar o acesso de nosso público para aumentar o controle social e a fiscalização de quem utiliza essa ferramenta diariamente”, finalizou.
 

Imprimir Enviar Notícia

Rodapé Animado UFMT