Apresentação

PPGCOM, uma conquista de Mato Grosso nos 50 anos da UFMT

A criação do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Mato Grosso foi aprovada pela Resolução Nº. 104, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, em 08 de agosto de 2019. Submetida à CAPES, a proposta recebeu recomendação em 28 de novembro do mesmo ano.

Resultado do esforço coletivo de docentes dos cursos de JornalismoPublicidade e Propaganda, Radialismo e Cinema e Audiovisual, o PPGCOM surgiu em um momento de simbolismo para a UFMT e a área de Comunicação no estado. Em 2020, a instituição comemora 50 anos de existência e 30 anos da fundação de seu curso de graduação em Comunicação Social.

Em dezembro de 1990, os primeiros passos na trajetória da formação superior em Comunicação em Mato Grosso foram dados por um grupo de professores pioneiros oriundo do mercado em sua maioria. Desde então, o Departamento de Comunicação da UFMT formou centenas de profissionais e passou por diversas transformações que expandiram as perspectivas de crescimento da área localmente, lançando as bases para a criação da primeira pós-graduação strictu em Comunicação do estado de Mato Grosso.

Entre as principais conquistas das últimas décadas esteve a ampliação das vagas na graduação e das condições físicas de funcionamento dos cursos, do número de docentes doutorados e a contratação de novos docentes-pesquisadores, vindos de programas de pós-graduação de diferentes regiões do país.

O PPGCOM é o 1º Mestrado em Comunicação em Mato Grosso e o 90º Programa de Pós-Graduação da área no país.

Esses fatores foram decisivos para o aprofundamento do campo da pesquisa em comunicação na UFMT, como a ampliação no número de projetos, muitos em parceria com outras instituições, a criação de grupos de pesquisa conectados com redes nacionais e internacionais e a constituição de uma massa crítica formulada a partir da atuação dos docentes em diferentes espaços de reflexão.

Objetivos do PPGCOM

  • Fomentar o desenvolvimento científico e de pesquisa junto ao Campo da Comunicação diante da demanda de formação de pesquisadores no Centro-Oeste do país.
  • Desenvolver pesquisas e publicações que investiguem as tensões entre os processos comunicacionais e as relações de poder na política e na cidadania, nas estéticas e narrativas envolvidas nos diversos objetos pesquisados.
  • Contribuir para a formação crítica e empírica de profissionais de modo a impactar o mercado de trabalho em seus múltiplos aspectos.
  • Formar e capacitar pesquisadores, docentes e profissionais interessados nas questões relativas à interface entre comunicação e poder, no campo dos interesses do pensamento crítico.
  • Estabelecer relações de intercâmbio cooperação científica com instituições nacionais e internacionais de ensino e pesquisa.
  • Aprimorar os processos de atualização dos cursos de graduação através de aulas, seminários, orientação de Iniciação Científica, participação em TCCs, inserção de alunos não regulares e demais eventos acadêmicos.

Estrutura Administrativa

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação é regido por um órgão colegiado, composto pelo/a coordenador/a e pelo/a vice-coordenador/a, um/a representante da Linha 1, um/a representante da Linha 2, um/a representante discente e seus respectivos suplentes. Cabe ao Colegiado do PPGCOM, sob a presidência de seu coordenador, deliberar sobre questões administrativas, científicas e didático-pedagógicas do Programa.

A Secretaria do PPGCOM é órgão auxiliar do Colegiado, cabendo-lhe a gestão e execução de todo o procedimento administrativo proveniente das decisões do Colegiado e de sua Coordenação. A Secretaria emite declarações e oferece as principais informações, por diferentes meios, aos públicos do PPGCOM.

Decisões relativas a bolsas ou ao credenciamento de novos professores, antes de chegarem à apreciação do Colegiado, são discutidas por comissões específicas, como a Comissão de Bolsas e a Comissão de Credenciamento, Recredenciamento e Descredenciamento de Pesquisadores.

As pesquisas desenvolvidas no âmbito do PPGCOM estão divididas em duas linhas de pesquisa. Além das discussões internas às linhas, há também o espaço dos grupos de pesquisa associados ao PPGCOM, nos quais atuam os seus pesquisadores e pesquisadoras.

Em resumo, a estrutura administrativa do PPGCOM é assim constituída:

I – Colegiado do Programa

II – Coordenação e Vice-Coordenação

III – Linhas de Pesquisa e Grupos de Pesquisa

IV – Secretaria

V- Comissão de Bolsas

VI – Comissão de Credenciamento, Recredenciamento e Descredenciamento de Pesquisadores

PPGCOM e Mato Grosso

A importância do PPGCOM para a UFMT e o território mato-grossense está em vários aspectos. Em termos geográficos, Mato Grosso era o único estado da região Centro Oeste que ainda não possuía um mestrado na área, apesar da existência de um público-alvo potencial expressivo.

Foram contabilizados 15 cursos presenciais em comunicação, seis em instituições públicas, dentre as quais está a Universidade do Estado de Mato Grosso, e nove em faculdades privadas. Aqueles e aquelas que desejassem seguir para a pós-graduação em comunicação tinham, inevitavelmente, de migrar para outros estados.

Além disso, a força do mercado midiático em Mato Grosso foi outro fator importante na decisão de criar o PPGCOM/UFMT.  O dinamismo desse mercado e sua influência na composição de agendas e de processos que afetam a vida dos sujeitos em Mato Grosso são fatores que merecem ser tensionados no âmbito da pós-graduação.

De uma perspectiva institucional, o programa de pós- graduação é uma conquista que responde aos objetivos estratégicos da UFMT na consolidação de seu sistema de pós-graduação.

 

O PPGCOM-UFMT dá-lhe as boas-vindas!