Área de Concentração

Comunicação e Poder

A área de concentração Comunicação e Poder agrega discussões políticas que ultrapassam a concepção partidária, articulando processos socioculturais, simbólicos e mediações comunicativas a partir de uma perspectiva cidadã, da comunicação como arena de debate público, das possibilidades de desenvolvimento democrático, de representação das diversidades e formatos comunicativos possíveis diante dos desafios impostos pela contemporaneidade.

De igual modo, Comunicação e Poder contempla objetos de pesquisa com foco nas composições narrativas e estéticas, a materialidade de produções midiáticas, os usos e práticas que desafiam os pesquisadores a olhar para além dos aspectos técnicos que envolvem os processos comunicativos, embora o âmbito técnico seja constitutivo e imprescindível à compreensão de estéticas, narrativas e construções discursivas. A área de concentração é formada por duas Linhas de Pesquisa, que propõem perspectivas analíticas complementares, sob um ângulo epistemológico que pensa os processos comunicacionais em sintonia e como expressão de Relações de Poder.

A Linha 1 – Política e Cidadania – se concentra nas relações de sociabilidade, a partir de sujeitos e objetos imbricados em Relações de Poder e em devires cidadãos, focando nas prefigurações socioculturais que dão origem aos objetos midiáticos e também na refiguração desses objetos midiáticos quando são apropriados pelos sujeitos.

A Linha 2 – Estéticas e Narrativas – enfatiza as configurações da materialidade dos objetos midiáticos, principalmente quanto às questões estéticas e narrativas que refletem estruturas discursivas e produzem sentidos, bem como nas desigualdades, privilégios e demais configurações de poder que são inerentes a essa materialidade.

Comunicação e Poder parte do pressuposto de que tanto os processos e as práticas comunicacionais quanto o âmbito estético e narrativo de objetos estão perpassados por relações e fluxos de poder.