Professor do PPGCOM participa de evento internacional sobre audiovisual científico

No II Ciclo Campo Aberto, Pedro Pinto de Oliveira discutiu o audiovisual como uma nova forma de comunicar os achados da ciência.

O professor Pedro Pinto de Oliveira, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Poder (PPGCOM) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) participou, nesta sexta-feira (19.11), do II Ciclo Campo Aberto – Conversas sobre Ensaio e Arte, uma iniciativa de pesquisadores da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa, da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Pontifícia Universidade Católica  do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Ao lado da pesquisadora Caterina Cucinotta, da Universidade Nova de Lisboa, o docente do PPGCOM discutiu o audiovisual como uma nova forma de comunicar os achados da ciência. Para o professor Pedro Pinto de Oliveira, que também é jornalista, o ensaio audiovisual é uma nova forma de abordar os conteúdos da ciência e comunicar aos seus pares e estudantes. Ele destaca ainda que o ensaio não deve ser visto como forma única e independente e nem como uma escritura tradicional, mas como uma mescla de diferentes gêneros audiovisuais, sem que isso afete o caráter científico de seus conteúdos.

“Eu e o professor Diélcio Moreira, também da UFMT, desenvolvemos reflexões e experimentações do ensaio audiovisual científico desde 2015. Uma escritura que trabalha com a aproximação dos sistemas simbólicos da ciência, da arte, do cinema e audiovisual. A experiência parte da palavra: o artigo verbal é uma base extrafílmica incorporada ao processo de montagem, que inclui a adaptação da palavra na plasticidade das imagens que formam o discurso científico. O que não quer dizer que não se possa desenvolver um ensaio audiovisual também a partir de um roteiro original”, afirma. 

Confira: 

 

Tags