PORLuiz Carlos Bezerra
Jornalista

DATA08 de Novembro de 2022

COMPARTILHE

Ciências

UFMT realiza 18ª Escola Mato-grossense de Física

Willian Gomes
Evento segue até sexta-feira (11), no Câmpus de Cuiabá

Começou na tarde desta terça-feira (08), a 18ª Edição da Escola Mato-grossense de Física (EMF). A cerimônia e  palestra de abertura aconteceu no Auditório Milton Figueiredo, da Assembleia Legislativa do Estado, e contou com a participação de autoridades da Universidade, estudantes, egressos e professores. A 18ª EMF é uma realização do Programa de Pós-graduação em Física (PPGF) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e segue até sexta-feira (11) com diversas atividades.

Representando o reitor da UFMT na solenidade de abertura, o pró-reitor de Ensino de Pós-graduação da Instituição, professor Jackson Antonio Lamounier Camargos Resende, destacou a importância da 18ª EMF. “O evento vem em um contexto regional único, trazendo a divulgação científica para além da UFMT, de uma ação na área de ciências exatas e tecnologia, uma área tão carente no estado que necessita cada vez mais de mais ações. É uma oportunidade de externalizar o que tem sido produzido na UFMT, além de permitir o intercâmbio do conhecimento”, disse.

Representando o Pró-reitor de Pesquisa da UFMT, a coordenadora de pesquisa Maria Auxiliadora de Arruda Campos, também destaca a relevância da EMF para o Estado. “Trata-se de um evento que auxilia a consolidação da área, culminando no diálogo com outras ciências, perpassando pela economia, tecnologia e demais interfaces sociais. A Propeq sempre é parceira nessas ações, buscando fortalecer cada vez mais”, disse, complementando sobre outras ações que impulsionam a ciência, como o Seminário de Iniciação Científica que inicia nesta semana, e é organizado por essa Pró-Reitoria.

O coordenador geral da 18ª EMF deste ano, professor Ricardo Rodrigues de França Bento, lembrou em sua fala da consolidação do evento em Mato Grosso e toda a região Centro-Oeste. “Ao longo dos últimos 17 anos em que foi realizado ininterruptamente, exceto em 2020 devido à pandemia, a EMF tem conseguido uma ampla participação de discentes da graduação e pós-graduação, bem como uma expressiva presença de pesquisadores da Região da Amazônia Legal e de diversas Universidades brasileiras”, explicou o professor.

O professor lembrou ainda de todo apoio de outras unidades da UFMT para a realização da ação, e destacou a presença de excelentes profissionais que estarão compondo e contribuindo com toda a programação. Também esteve no dispositivo de abertura o diretor adjunto do Instituto de Física (IF) da UFMT, professor Márcio Fernando Cornélio, que falou sobre os 50 anos do IF, conquistas dos profissionais da área e reforçou a importância da 18ª EMF que abrange graduandos, pós-graduandos e comunidade interessada.

Programação para todos 

A palestra de abertura contou com o pesquisador e professor da Universidade de Brasília (UnB), Ademir Eugênio de Santana. Na oportunidade o professor realizou um que chamou de pré-lançamento da obra, e tema de sua palestra,  "Simetrias no Espaço de Fase: Aspectos históricos e aplicações.

Para o professor Ricardo Rodrigues de França Bento a evolução do evento, que iniciou em 2004, é notável e justifica a maioridade que a EMF completa este ano. “Desse período para cá destaca-se o nosso avanço com relação ao intercâmbio, divulgação e atualização do conhecimento, bem como a formação de novos pesquisadores em Física. O Evento tem atraído para o PPGF discentes do interior do Estado de Mato Grosso e de Estados vizinhos, em particular os Estados de Rondônia e Acre”, destacou.

Ao longo desses 18 anos, o evento tem recebido a participação de estudantes da graduação e até mesmo pós-graduandos, como a Thais Kathleen Albernaz de Moraes, mestranda do PPGF. “ Formei em 2017 no curso de Física da UFMT. Hoje estou no PPGF cursando mestrado, e esse evento é de suma importância para a área e para nós pesquisadores, para nos atualizar sobre as principais novidades. A programação sempre nos proporciona contato com excelentes profissionais do campo científico”, disse.

O graduando do 6º semestre do curso de Física da UFMT, Bruno Martins Mendes Vieira, também participa da 18ª EMF e analisa como oportunidade de complementar o ensino. “ Teremos contato com conteúdos para além da graduação, do dia a dia de sala. Podemos ampliar as discussões sobre alguns temas, realizar contatos com os profissionais para futuras atividades, e até mesmo definir mais nossa área de atuação para o mercado”, explicou.

As atividades da EMF seguem até sexta-feira (11) no Instituto de Computação (IC) da UFMT, Câmpus de Cuiabá. Há vagas para a participação nos minicursos, e a programação completa pode ser acessada no site.

O evento conta com financiamentos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (FAPEMAT), da Sociedade Brasileira de Física (SBF) e  da  Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci-MT). 


Leia mais

Mostra da Pós-Graduação começa em 09 de novembro


1/11
TAGS:

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0736

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30