PORAndré Faust
Jornalista

DATA30 de Junho de 2020

COMPARTILHE

Comunidade

Grupo divulga uso de plantas medicinais durante pandemia

Material associa conhecimentos populares com científicos

Professores e estudantes do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET Interprofissionalidade) criaram uma cartilha que reúne dados sobre as principais plantas medicinais e hábitos de saúde de comunidades tradicionais da região de Cuiabá. O objetivo foi reunir as práticas dessas famílias com o conhecimento acadêmico disponível, para criar um guia de plantas e hábitos que podem auxiliar na luta contra a covid-19.

A cartilha "Como posso aumentar a minha imunidade em tempos de Coronavírus" aborda o manejo, a higienização, prós e contras e preparo de plantas como eucalipto,  jatobá, o alecrim, erva de santa-maria, moringa e outros; também traz uma checagem de "fake news" sobre cada uma dessas ervas.

Além disso, em sua segunda parte, o material aborda as propriedades medicinais e características nutricionais de alimentos tipicamente utilizados na culinária cuiabana, como Banana, Mandioca e Curcuma.




"Trabalhamos em conjunto com profissionais das Unidades Básicas de Saúde nas comunidades de Nossas Senhora da Guia e do Aguaçu, fazendo o mapeamento das famílias, para identificar as práticas tradicionais que eles utilizam para cuidar da saúde individual e coletiva", explica um dos tutores do programa, professor Neudson Johnson Martinho. "O que identificamos é que muitas famílias utilizam plantas da região, além de rezas e benzeções, em sua cultura de hábitos de saúde", completou.

A partir desse levantamento, os estudantes ficaram com a responsabilidade de catalogar as plantas que foram apresentadas e buscar o que já existia de conhecimentos científicos sobre a sua utilização. "O conhecimento dessas plantas é importante, porque mostra a importância dessas saberes que não são muito valorizados na sociedade.", afirma o estudante Daniel Henrique Rodrigues Perdigão, do 4º semestre de medicina. "Participar do projeto  me ajudou a ter uma compreensão mais ampla do que é saúde, pois evidencia que a mesma envolve também processos culturais, estilos de vida e hábitos", disse.




A cartilha faz parte do projeto de extensão "Autocuidado, ações interprofissionais para promoção de saúde em comunidades tradicionais", ligado ao grupo de Comunidades Tradicionais do PET Interprofissionalidade, e foi desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.

TAGS:

Fique sempre informado com as principais notícias da UFMT.

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78607-059

(66) 3402-0701

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Setor Industrial - Sinop - MT
CEP: 78557-267

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Contribua com o desenvolvimento do novo portal. Sua opinião é muito importante!