PORCarlos Rocha
Jornalista

DATA27 de Junho de 2022

COMPARTILHE

Cultura

21ª MAUAL mobiliza produções para produção audiovisual em MT

MAUAL valoriza produção audiovisual mato-grossense, brasileira e latino americana
MAUAL valoriza produção audiovisual mato-grossense, brasileira e latino americana
Mostra contempla também filmes de até cinco minutos com categoria

Em 2022, a Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (MAUAL) realiza a sua 21ª edição de modo ininterrupto. Organizada pelo Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a MAUAL tem uma curadoria média de 40 curtas-metragens por mostra. São filmes de relevância local, nacional e latino americana baseados também em demandas regionais. As inscrições para a mostra competitiva já estão abertas para estudantes, professores e técnicos administrativos, além de autônomos ou interessados ligados a produtoras independentes.

Letícia Capanema, supervisora do Cineclube Coxiponés, destaca a relevância da MAUAL na formação de espaços criativos e críticos. “Realizada há 21 anos ininterruptos pelo Cineclube Coxiponés da UFMT, a MAUAL vem se estabelecendo como evento cultural de expressiva relevância local, nacional e, desde 2012, latino americana, construindo espaços democráticos e cidadãos de formação criativa e pensamento crítico sobre a produção e a recepção audiovisual”, ressalta a supervisora do Cineclube Coxiponés.

A MAUAL existe desde 2002 e para a supervisora do Cineclube Coxiponés  a mostra “vem se consolidando como importante janela para a produção audiovisual de curta duração em Mato Grosso”. Letícia Capanema destaca a facilitação de acesso a bens culturais a partir da MAUAL. “Com uma curadoria de aproximadamente 40 curtas-metragens por edição, a Mostra busca amenizar os entraves de exibição da produção de curta duração, bem como o acesso a bens culturais audiovisuais, proporcionando o contato da população local com filmes universitários e independentes que dificilmente participam dos circuitos comerciais de exibição”, disse a supervisora.

Para concorrer os curtas devem ter até 26 minutos de duração, nas categorias Documentário, Ficção e Experimental, para as modalidades universitário e independente. “Ao longo de sua trajetória, a MAUAL vem se consolidando como a principal vitrine para a produção audiovisual universitária e independente de Mato Grosso, fortalecendo espaços culturais do audiovisual regional”, explica Letícia Capanema sobre o desenvolvimento da MAUAL. Na edição 2022 cada pessoa pode inscrever-se em apenas uma modalidade e participar da seleção com até dois curtas.

Mostra acontece nas comemorações aos 45 anos do Cineclube Coxiponés

A MAUAL acontece como parte das atividades comemorativas dos 45 anos do Cineclube Coxiponés, o mais antigo em atividade no Estado de Mato Grosso. “Ressalta-se, em especial, a atuação da Mostra na propagação da cultura mato-grossense, visto que sua realização anual é tida como garantia de exibição pública e gratuita da produção regional, promovendo relações de identificação e pertencimento da população local com suas diversas formas de retratação nas telas”, destaca Letícia Capanema.

Para a supervisora do Cineclube Coxiponés a MAUAL é um espaço também de formação de redes. “A MAUAL também exerce importante papel na formação de públicos, criando espaços culturais para exibição e discussão crítica e contextualizada da produção audiovisual mato-grossense, brasileira e latino americana. Além de promover a troca de ideias e a formação de redes colaborativas entre jovens realizadores e amantes do audiovisual”, disse.

Obras de menor duração tem espaço na MAUAL

A MAUAL contempla também produções audiovisuais mais curtas. O Júri Oficial vai selecionar o Melhor Curta Curtíssimo, entre obras de até 5 minutos. “Na esteira de mostras competitivas, como o Festival do Minuto e o Festival Très Court, o prêmio MAUAL de “melhor curta curtíssimo” foi criado em 2018 (17ª MAUAL) a partir da percepção de que há uma expressiva produção audiovisual de curtíssima duração (até 5 minutos)”, conta Letícia Capanema sobre a construção da categoria. 

A supervisora do Cineclube Coxiponés explica que o formato está ligado diretamente às origens do cinema. “Trata-se de um formato que incentiva a criação por meio do exercício da síntese e dialoga com a cultura audiovisual contemporânea, povoada de stories e tiktoks, que curiosamente remetem ao primeiro cinema do final do século XIX”, relata a supervisora que também é professora do curso de Cinema e Audiovisual da UFMT.

Leia mais:

Centro Cultural da UFMT sedia lançamento da 21ª MAUAL
Cineclube Coxiponés abre inscrições para MAUAL 2022
Chamada seleciona textos para publicação sobre cinema em MT

TAGS:

Logo da UFMT
Câmpus Cuiabá

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-8000

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Araguaia

Unidade I - Pontal do Araguaia
Avenida Universitária, nº 3500
Pontal do Araguaia - MT
CEP: 78698-000

(66) 3402-1108

Unidade II - Barra do Garças
Avenida Valdon Varjão, nº 6390
Barra do Garças - MT
CEP: 78605-091

(66) 3402-0736

Funcionamento Administrativo 08:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30 (horário local)

Câmpus Sinop

Avenida Alexandre Ferronato, nº 1200
Bairro Residencial Cidade Jardim - Sinop - MT
CEP: 78550-728

(66) 3533-3100

(66) 3533-3122

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30

Câmpus Várzea Grande

Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367
Bairro Boa Esperança - Cuiabá - MT
CEP: 78060-900

(65) 3615-6296

Funcionamento Administrativo 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30