Bem-Vindo(a)!

REDMNDIHR/IGHD/UFMT

A REDM é uma publicação do Núcleo de Documentação e Informação Histórica Regional - (NDIHR), do Instituto de Geografia, História e Documentação - (IGHD), da Universidade Federal de Mato Grosso - (UFMT) periódico eletrônico idealizado como uma revista científica on-line, destinada à divulgação de textos e resultados de pesquisa, produzidos por professores, alunos, técnicos da área das Humanidades.Com a revista, objetiva-se disseminar a produção científica acadêmica, especialmente artigos embasados em fontes dos acervos do NDIHR/UFMT e também de outras Instituições e Centros de Pesquisa nacionais e internacionais. Nessa medida, é um periódico aberto às contribuições de pesquisadores que atuam no âmbito da preservação da memória. De periodicidade semestral, a Revista Eletrônica Documento/Monumento constitui-se em um espaço aberto a discussões e intercâmbios, onde leitor e produtor de textos devem estabelecer constante diálogo, essencial para o crescimento científico, podendo ser compartilhado por outros web-leitores/autores.

Lançamento

REDMVolume 28 - Número 1 - Julho/2020

capaA Revista Eletrônica Documento/Monumento – REDM - promovida pelo Núcleo de Documentação e Informação Histórica Regional – NDIHR, da Universidade Federal de Mato Grosso, apresenta em sua edição – Volume 28, n.1 – de julho de 2020, integrante dos festejos comemorativos do Jubileu de Ouro - 50 anos da UFMT - momento especial para dar prosseguimento ao percurso do periódico, apresentando um conjunto de investigações realizadas por estudiosos de diferentes instituições de ensino e pesquisa, públicas e particulares, sem perder de vista o propósito do debate técnico-científico, essencial para o amadurecimento do conhecimento. Trata-se de revista on-line, um meio amplamente democrático e acessível no meio intra e extra acadêmico. Neste volume 28 são estampados artigos de integrantes diversas instituições de ensino superior, de empresas públicas e privadas e de particulares de uma forma diferenciada. No primeiro texto, a autora LÉIA DE SOUZA OLIVEIRA apresenta em artigo intitulado A COR PÚRPURA: OPRESSÃO E VIOLÊNCIA NA VIDA DAS MULHERES NEGRAS uma reflexão sobre o livro e o filme denominados “A cor Púrpura”, acerca dos movimentos antirracistas, feministas e instâncias protetivas pelos direitos humanos, em especial o das mulheres negras. Em DESIDÉRIO AYTAI DOS SETE FÔLEGOS UM HÚNGARO ENTRE INDÍGENAS, a autora ANNA MARIA RIBEIRO F. M. DA COSTA apresenta um biografema para demonstrar que o húngaro engenheiro mecânico e elétrico, que desembarcou no Brasil em 1948, delineou sua identidade na pertença intelectual de se apoderar de uma formação acadêmico-científica no campo da Antropologia. Já em MORALIDADES E IMORALIDADES:VISÕES DO JORNAL A CRUZ SOBRE AS MULHERES CUIABANAS NA PRIMEIRA REPÚBLICA (1910-1921), as autoras SUELLEN PATRÍCIA BORGES AMORIM e LOIVA CANOVA analisam os discursos acerca da conduta moral e social direcionados às mulheres cuiabanas, tendo por base a leitura do jornal A Cruz, que teve circulação semanal na capital do estado de Mato Grosso, Cuiabá. O recorte temporal está centrado entre os anos de 1910, quando ocorreu a inauguração do periódico, até 1921, quando faleceu o bispo D. Carlos Luiz D’Amour, seu fundador. O estudo de MAURO HENRIQUE MIRANDA DE ALCÂNTARA, intitulado ESTILO E ESTÉTICA NA NARRATIVA BIOGRÁFICA: EM BUSCA DE CONTRIBUIÇÕES, objetiva contribuir com as discussões em torno da escrita biográfica e os seus usos como narrativa histórica na contemporaneidade. Já o artigo ASPECTOS TEÓRICOS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NO BRASIL: RUPTURAS E CONTINUIDADES, a autora ANA LUÍZA MATOS DE OLIVEIRA apresenta breve análise teórica das políticas públicas e como estas se relacionam com as desigualdades, com enfoque na realidade brasileira, seguida de um breve panorama do marco estabelecido para a política social com a Constituição Federal de 1988 (CF 88) e a constitucionalização da austeridade fiscal com a Emenda Constitucional 95/2016 (EC 95). Em CULTURA E MEMÓRIA: NARRATIVAS DE ARTESÃS RIBEIRINHAS DE CUIABÁ, CILENE LEITE DE MELLO compartilha reflexões sobre relato de experiência de uma artesã ribeirinha, ceramistas, moradora do São Gonçalo Beira Rio na cidade de Cuiabá – MT. Fundamentada nos princípios teóricos dos estudos culturais e no pensamento sobre o ‘sujeito ordinário’ e sua ‘arte de fazer’ (CERTEAU, 1998), a ‘invisibilidade’ das pessoas comuns na sociedade, sobre a imposição do sistema capitalista pela ‘sociedade de controle’ (DELEUZE, 1992; 2006) e sobre a necessidade que as ‘culturas populares’ possuem em ter ‘agentes modernos’ para a mercantilização dos saberes (CANCLINI, 1998). Em PERIÓDICOS CIENTÍFICOS E O QUALIS EDUCAÇÃO NA REGIÃO CENTRO OESTE BRASILEIRA os autores DIONÉIA DA SILVA TRINDADE e SILAS BORGES MONTEIRO buscam cartografar os periódicos científicos da área da Educação e os estratos qualis, concernentes aos períodos de 2013-2016 e 2017-2018. As análises balizam-se em meio ao conceito de escritura de Jacques Derrida e na literatura específica acerca do tema. Já o artigo de PATRÍCIA FIGUEIREDO AGUIAR, intitulado OS PRESIDENTES DA PROVÍNCIA DE MATO GROSSO E A BUSCA PELA “DOCILIDADE” DOS ÍNDIOS, procura refletir sobre a função dos presidentes de província, bem como sobre a atenção dada a temática da “civilização” dos índios em Mato Grosso, na primeira metade do século XIX. QUALIDADE DE VIDA E ASPECTOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO PARA OS MUNICÍPIOS BRASILEIROS é o título do artigo de BRUNO RODRIGUES LOPES e ELAINE APARECIDA FERNANDES, quando procuram analisar as dimensões da qualidade de vida nos municípios brasileiros, considerando também variáveis representativas do meio ambiente que, mediante a criação de um Índice Relativo de Qualidade de Vida foi possível comparar os municípios de acordo com suas características socioambientais. O estudo CAMINHOS DO EL’DORADO: ENSAIO AO FLUXO CÓSMICO RONCADOR-ANDES, de autoria de JOSÉ EDUARDO FERNANDES MOREIRA DA COSTA, apresenta um ensaio para implantação do Caminho do El’Dorado, transfronteiriço, capaz de revitalizar antigos caminhos pré-colombianos, sítios arqueológicos, míticos, culturais, históricos e ecológicos, como forma de conectar o Roncador aos Andes. COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO: EDUCAÇÃO FEMININA CATÓLICA EM CORUMBÁ-MS (1904-1920) é o título do artigo de ELAINE CANCIAN, que procura evidenciar a fundação da instituição educativa Imaculada Conceição, em 1904, pelas irmãs salesianas da cidade de Corumbá, que até 1977 pertencia ao estado de Mato Grosso. Trata também o artigo sobre as mudanças de espaço físico da instituição e os problemas enfrentados pelas irmãs para oferecerem o ensino leigo e religioso às meninas, assim como o processo de sua consolidação ao longo do tempo. São apresentados alguns aspectos relativos ao cotidiano escolar das alunas entre os anos de 1904 a 1920. O estudo NOVAS IDENTIFICAÇÕES: NERDS E KPOPPERS NO MASTER NERD/CUIABÁ EM 2018 das autoras, ADRIELE CRISTINA RODRIGUES E LUCIA HELENA VENDRÚSCULO POSSARI tem como objetivo estudar quais as razões que agrupam juvenilidades em um evento voltado para kpoppers e nerds como o Master Nerd 2018, realizado em Cuiabá/MT nos dias 09 e 10 de junho. Como metodologia, várias ferramentas serviram como suporte, como a etnografia, a netnografia e a aplicação de questionário e entrevista, com o intuito de, então, compreender os modos de estar-junto dos frequentadores nerds e kpoppers no evento. Já o artigo A ORLA DO PORTO E AS CONTRADIÇÕES DA PROMOÇÃO DO TURISMO E DA CULTURA EM CUIABÁ, de ANA VITTORI FRIGERI, busca realizar uma breve crítica aos atuais modelos de preservação do patrimônio cultural cuiabano, tomando como referência uma análise do projeto da Orla do Porto, que compõe uma das maiores intervenções urbanas sob o discurso da valorização turística em Cuiabá nos últimos anos. O trabalho busca conceituar noções de Patrimônio Cultural e Turismo para avaliar se os discursos defendidos pelos gestores estão de acordo com as premissas da produção da atividade turística, além de entender uma perspectiva histórica da área apontada, juntamente com uma avaliação das últimas intervenções realizadas. Em PROBLEMATIZAÇÃO SOBRE A HISTÓRIA DA DIDÁTICA NO CURSO NORMAL EM PARANAÍBA/MT (1967-1971): UMA DISCIPLINA AUSENTE? NOELY COSTA DIAS GARCIA procura analisar a trajetória da disciplina Didática no Curso Normal do estado de Mato Grosso, no município de Paranaíba-MT, no período entre 1967 e 1971. Foram utilizados documentos localizados nos arquivos da escola Estadual Aracilda Cícero Corrêa da Costa, bem como em acervos pessoais. Empregaram-se também entrevistas semiestruturadas com a ex-professora que ministrou a disciplina e uma ex-aluna do Curso Normal no período em estudo. ROSEMAR EURICO COENGA com o artigo intitulado EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE E CINEMA EM DIÁLOGO: ANOTAÇÕES DE UMA EXPERIÊNCIA narra uma experiência vivenciada com o cinema numa turma de primeiro ano no curso de Direito, durante o primeiro semestre de 2019. O projeto intitulado ‘Leitura sobre a diversidade em filmes’ buscou compreender a recepção dos acadêmicos acerca das discussões sobre diversidade, elegendo as temáticas étnico-raciais, de gênero e classe. A LOCALIZAÇÃO DA POBREZA NO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL é o título do artigo de PEDRO RODRIGUES DE OLIVEIRA e ELIANE RIBEIRO DRESCH e visam avaliar a distribuição espacial da pobreza no estado do Mato Grosso do Sul e os fatores associados a esta condição, objetivando apontar um melhor delineamento de políticas públicas. Pode-se observar que a pobreza é mais frequente nos municípios fronteiriços, principalmente daqueles com elevada proporção de populações indígenas. Além disso, escolaridade, inatividade e desemprego foram variáveis que se mostraram bastante correlacionadas com a pobreza. Já em ANÁLISE DOS COMPONENTES DA DEMANDA AGREGADA SOBRE O CRESCIMENTO DO PIB NO PERÍODO 1999-2018, os autores JOSÉ LUIZ FRANÇA DE SÁ LEITÃO e JOSÉ ALDERIR DA SILVA apresentam uma análise sobre os indicativos da demanda agregada usando como base os regimes de demanda wage-led, profit-led e export-led, mostrando quais políticas econômicas tiveram maior influência nos indicadores da demanda agregada consequentemente sobre o PIB, no período de 1999 a 2018. Com o artigo EPIFANIAS INFANTIS: ATOS DE SUBVERSÃO ÀS PERFORMATIVIDADES DE GÊNEROS NA ESCOLA é o título do trabalho de EDILMA DE SOUZA e SILAS BORGES MONTEIRO que buscam problematizar os atos de performatividades de gêneros que constituem as subjetividades infantis, atrelados às crianças que frequentam o quinto ano do ensino fundamental de uma escola estadual no interior de Mato Grosso. Em A PROBLEMÁTICA DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA E SEGURANÇA ALIMENTAR EM CABO VERDE, os autores EDILSON OSMAR DOS SANTOS BAESSA e MADALENA MARIA SCHLINDWEIN analisam a segurança alimentar e, a produção agrícola das famílias, considerando o contexto da escassez hídrica na ilha de Santiago em Cabo Verde. Para tanto, foi realizada pesquisa a campo para coleta de dados, por meio de aplicação de questionários aos chefes de família. Além disso, foram utilizados dados secundários para caracterizar a produção agrícola em Cabo Verde. Os autores LUCIANO BALBINO DOS SANTOS e TITO BELCHIOR SILVA MOREIRA, com o artigo UMA ANÁLISE DOS EFEITOS DO DESENVOLVIMENTO FINANCEIRO SOBRE A DESIGUALDADE DE RENDA NAS REGIÕES BRASILEIRAS PARA O PERÍODO DE 1999 A 2009, analisam os efeitos do desenvolvimento financeiro sobre a desigualdade de renda no Brasil, por unidades da federação, no período de 1999 a 2009, com base em estimativas de Painel de Dados. O artigo procura também mostrar a conexão entre desenvolvimento financeiro e desigualdade de renda, considerando-se as unidades da federação e as regiões brasileiras. OS IMPACTOS DAS SECAS NA PRODUÇÃO DE CULTURAS SELECIONADAS E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ECONOMIA DE PERNAMBUCO NO PERÍODO DE 2006 A 2017 é o título do artigo de LUIZ MAGALHÃES NETO e MONALIZA DE OLIVEIRA FERREIRA e analisa os impactos das secas na produção de culturas selecionadas e suas implicações para a economia de Pernambuco. Considerando a demanda e oferta agrícolas, como fundamentação teórica, observou-se variáveis, como número de estabelecimentos agropecuários, área territorial, pessoal ocupado nos estabelecimentos, área de colheita, quantidade produzida e valor das culturas selecionadas: feijão, milho e mandioca para o Estado de Pernambuco. O artigo A ESCOLA COMO INSTITUIÇÃO CIVILIZADORA: HISTÓRIA E MÉMORIA DO GRUPO ESCOLAR (1970-1974), das autoras VANESSA KUSMINSKI, ADRIANA HORTA DE FARIA e MAGDA SARAT, busca investigar a participação das instituições escolares no processo de civilização dos modos e costumes dos indivíduos desde a infância. A partir de experiências responsáveis por torná-los civilizados no curto período de tempo denominado infância, quando a criança precisa internalizar uma gama de aprendizagens existentes e desenvolvidas durante séculos em um processo de longa duração. ALGUMAS OBSERVAÇÕES SOBRE O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E URBANO DE CUIABÁ NO PERÍODO DE EXPANSÃO DO AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO (1990-2014) é o título do estudo de WILLER XAVIER DE SIQUEIRA que tem como eixo as mudanças nas regras formais na economia, que incluem mudanças pela aprovação de novas leis, mudanças de normas e diretivas por parte de agências ou órgãos reguladores, mudanças de dispositivos constitucionais, dentre outros, reduzindo as incertezas por meio da estruturação das interações humanas. Ainda, objetiva verificar se estas mudanças podem ser elencadas como alguns dos principais fatores que nortearam o crescimento econômico, social e urbano de Cuiabá no período analisado. Já os autores LEONARDO AFONSO ROBERTO e GIORDANNA LAURA DA SILVA SANTOS, com o artigo HISTÓRIA, CULTURA CIENTÍFICA E CURADORIA DIGITAL: O PERCURSO BRASILEIRO ATÉ A ARENA DIGITAL procura abordar diferentes contextos de desenvolvimento da ciência nacional e da construção de uma cultura científica, bem como trazer reflexões sobre a democratização do conhecimento e do poder. Ao rememorar diferentes conjunturas de desenvolvimento olha-se para a criação de instituições científicas, expedições e personagens de destaque. Essa abordagem procura legar historicidade para uma análise do atual momento da ciência nacional, especialmente relevante nos dias de hoje, em que o país e o mundo enfrentam a pandemia do novo Coronavirus (COVID-19), levando a ciência para o centro do debate público. Em TURISMO E INTEGRAÇÃO REGIONAL NA FRONTEIRA BRASIL/ BOLÍVIA, os autores FLAVIO GATTI e GRACIELA CRISTINE OYAMADA analisam os principais aspectos que definem a diversificação territorial na zona de fronteira entre Mato Grosso e Bolívia; apresentando os principais fatores que têm contribuído para essa diversidade econômica e social, ressaltando sua importância na integração territorial, partindo-se do pressuposto de que a reflexão constitui etapa necessária e fundamental para qualquer ação propositiva sobre a realidade econômica e social da região. Com o artigo FORMAÇÃO DOCENTE E GESTÃO ESCOLAR EM MATO GROSSO DO SUL (1970-1980): A ESCOLA ESTADUAL JURACY ALVES CARDOSO, VERÔNICA BARBOSA ANDRADE e VIVIANNY BESSÃO DE ASSIS apresentam resultados finais de uma pesquisa histórica na área de Educação que teve como objetivo compreender aspectos da história da Escola Estadual Juracy Alves Cardoso, a primeira escola estadual do município de Naviraí, região Sul do estado de Mato Grosso do Sul (MS) e investigar a história de sua gestão nas décadas de 1970 e 1980, buscando compreender a relação social que o estabelecimento escolar estabeleceu com o município no qual está inserido. Este número da Revista, como se pode observar, está dedicado especialmente ao Jubileu de Ouro (50 anos) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), homenageada pelo Núcleo de Documentação Informação Histórico Regional (NDIHR), da Universidade Federal de Mato Grosso através de sua revista, onde se buscou documentar e registrar através dos autores e artigos, as evidências históricas socioculturais alusivas a Mato Grosso e a Cuiabá, além do tratamento de outras realidades, de modo a constituir um acervo de referências sobre a realidade histórica capazes de propiciar acesso a dados científicos para subsidiar a montagem e desenvolvimento de projetos de pesquisa científica, projetos políticos e outros. Portanto, um espaço sempre aberto para receber contribuições de todos os campos do conhecimento, sintonizando ainda mais o NDIHR/ UFMT com a diversidade de áreas científicas. A capa da Revista Eletrônica Documento Monumento (REDM) para este número e das próximas edições será reproduzida com o frontispício do NDIHR em cores diferenciadas. Editores

Saiba mais - | Continue a leitura do Editorial