MUSEU DE ARTE

MUSEU DE ARTE

O Museu de Arte e de Cultura Popular – MACP – fundado em de 1974, ao longo de seus 43 anos realizou projetos de revitalização comunitária, publicações, cursos de História da Arte, mostras, palestras, pesquisas de acervo digital, oficinas no Ateliê Livre, sempre atuando como uma frente de dinamização e referência permanente da arte da melhor qualidade.

A problemática da arte brasileira, a valorização da cultura popular e indígena, a pesquisa das artes plásticas do Centro-Oeste e, sobretudo, o desenvolvimento da arte mato-grossense foram diretrizes do MACP que a crítica brasileira reconheceu como plataforma de ação exemplar.

O MACP conta com o maior espaço expositivo do estado, um total de 360 m², abrigando também o maior e mais representativo Acervo de Arte de Mato Grosso.

O Coral UFMT tem como principais objetivos a busca da melhor preparação técnico-musical e a realização de espetáculos musicais de qualidade, além da realização e participação de cursos de formação de recursos humanos e da divulgação da música coral.

Desde a sua criação, em abril de 1980 por Gabriel Novis Neves e Benedito Pedro Dorileo, então reitor e vice-reitor, respectivamente, o Coral UFMT desenvolve um trabalho musical voltado para estudantes de diversos cursos da Universidade, professores, servidores e a comunidade. Fomentando um repertório variado de músicas que abrangem desde a erudita, a popular, a folclórica, a sacra e regional, até o repertório sinfônico, tem realizado atividades em forma de painéis de regência coral, reciclagens, laboratórios corais, oficina de expressão cênica, cursos de regência, de canto e de técnica vocal.

Todas essas variedades de ações contam com a participação de professores, regentes e cantores convidados de outros estados do país, em busca do aperfeiçoamento profissional dos componentes do coro, bem como da comunidade integrante do Movimento Coral Mato-Grossense. O Coral UFMT representa a Universidade em inúmeros congressos e cursos realizados em Cuiabá, no interior do estado e em outras cidades do Brasil. Em três décadas, percorreu países como o Paraguai, Uruguai, Argentina e participou de diversos concertos com a Orquestra Sinfônica da UFMT.

Ao longo dos seus 37 anos, já teve à sua frente os regentes Peter Ens, VilsonGavaldão de Oliveira e, desde agosto de 1989, está sob a regência da maestrina e professora, Dorit Kolling. Atualmente, tem na sua supervisão, Naíse do Vale Santana, e como preparador vocal, André Vilani. Durante esse tempo, passou a ser um núcleo gerador de atividades culturais e hoje mantém três grupos, assim divididos: o Coral UFMT, o Coral Infantojuvenil da UFMT e o Coral 3ª idade UFMT.