UFMT conhece seus projetos premiados no Células Empreendedoras
 UFMT - UFMT conhece seus projetos premiados no Células Empreendedoras

UFMT conhece seus projetos premiados no Células Empreendedoras

Publicado em Notícias | 25/07/2016

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), realizou entre os dias 19 e 22 de julho a sua etapa da Maratona do Células Empreendedoras, em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec).
Na sexta-feira (22), no Auditório de Pós-Graduação da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (Facc), foi realizada a seleção final dos três projetos premiados para a instituição, que terão mentoria por dois meses com a equipe do Células e o primeiro colocado terá um representante selecionado para visitas técnicas do ecossistema de empreendedorismo em Recife (PE).
Com participação de 100 alunos e 40 professores, o evento foi estratégico para a implantação efetiva de um ecossistema de empreendedorismo no Estado. A UFMT foi a primeira instituição de Ensino Superior de Mato Grosso a abrigar a Maratona.
A terceira colocada foi a iniciativa “Meu Projeto Futuro”, coordenado pelo professor do Instituto de Computação, Nilton Hideki Takagi. Por sua vez, o “MaqFácil”, idealizado pelo aluno do curso de Engenharia da Computação e gerente de projetos da Empresa Júnior Englobal, Matheus Spartalis.
A grande vencedora foi “Resídus”, idealizado e coordenado pela professora da Faculdade de Engenharia Florestal (Fenf), Mariana Chaves e Carvalho, que também foi contemplada com a viagem à capital pernambucana. O sistema consiste em reaproveitar resíduos de madeira e derivados, transformando em briquetes e outros materiais.
“Estou muito feliz e entusiasmada por esse reconhecimento. Nossa equipe (que congrega os cursos dos câmpus de Cuiabá e Sinop) se integrou de corpo e alma em prol da academia e inovação no Estado”, comentou Mariana.
Outra integrante da equipe, a aluna do 9º ano de Engenharia Florestal, Michelle Casagrande, narrou suas impressões: “A Maratona representou uma experiência incrível, que possibilitou colocar nossas ideias em prática, já que elas tendem a ficar confinadas em laboratórios e no papel”, observou Michelle.
Para o idealizador do Células Empreendedoras e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Genésio Gomes, destacou a forte articulação entre alunos, academia, governo e os setores produtivo e empresarial.
“Em todos os estados por onde percorri para implantar o projeto, Mato Grosso foi uma grata surpresa, por essa sinergia forte entre os agentes envolvidos. A UFMT entendeu e assimilou prontamente nossa proposta, fazendo com que o ecossistema de empreendedorismo tenha um ambiente fértil para ideias bem-sucedidas, que gerem retorno e benefícios à sociedade. Estou muito entusiasmado com o clima daqui e pretendemos trazer uma etapa do Campus Party para Cuiabá”, pontuou Gomes.
O gestor do Núcleo de Resultados da Secitec, Washington Fernando da Silva, que também integrou a comissão de avaliação, ressaltou que a participação dos docentes e alunos da UFMT foi “fantástica”. “A comunidade acadêmica foi muito engajada na participação, tendo a interdisciplinariedade como marca registrada. Foi perceptível o brilho nos olhos dos participantes, sinal de que o empreendedorismo foi compreendido não só como um processo profissionalizante, como também um processo de inserir ideias que contribuam para o bem-estar comum”, afirmou Silva.
O coordenador do Escritório de Inovação Tecnológica (EIT) da UFMT, Antônio Carlos Trita, enalteceu o pioneirismo da Instituição em Mato Grosso e no país com a iniciativa. “Os 15 projetos classificados são realmente de alto nível. Isso evidencia o engajamento, a entrega de cada equipe nestes quatro dias de Maratona. Espero que a etapa daqui seja uma semente que possa contribuir para o futuro do empreendedorismo em Mato Grosso, com integração entre academia, entidades, setor produtivo e governo”, concluiu Trita.
 

Imprimir Enviar Notícia

Rodapé Animado UFMT