Dissertação aborda agrotóxico em leite materno
 UFMT - Dissertação aborda agrotóxico em leite materno

Dissertação aborda agrotóxico em leite materno

Publicado em Notícias | 15/03/2011

A aluna do Mestrado em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Danielly Cristina de Andrade Palma, defenderá hoje (15) a dissertação “Agrotóxico em leite materno de mães residentes em Lucas do Rio verde – MT”. A defesa será às 16h, na sala 18 do Instituto de Saúde Coletiva (ISC) – CCBSIII. O trabalho foi desenvolvido sob a orientação do professor Wanderlei Antonio Pignati. Foram examinadas amostras de leite coletadas de 62 nutrizes que estavam amamentando seus bebês da segunda à oitava semana de nascidos. Dez substâncias foram determinadas e todas as amostras de leite apresentaram pelo menos um tipo de agrotóxico analisado.
A pesquisa rendeu artigo sobre o assunto, apresentado no I Simpósio de Saúde Ambiental realizado em 09 de dezembro de 2010, em Belém (PA). Conforme consta no artigo, “os resultados podem ser oriundos da exposição ocupacional, ambiental, alimentar do processo produtivo da agricultura que expôs a população a 114,37 litros de agrotóxicos por habitante na safra agrícola de 2009/2010”. A essa exposição estavam sujeitas as gestantes. Lucas do Rio Verde é o segundo maior produtor de grãos do Estado, em 2009 cultivou 410 mil hectares de soja e milho e utilizou 5.162.029 litros de agrotóxicos.
A banca examinadora da dissertação, além do orientador, tem como membros o professor Josino Costa Moreira, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e as professoras Thaís Hernandes, do Instituto de Ciências Exatas e da Terra (ICET) e Marta Gislene Pignati, do ISC, como suplente.
 

Imprimir Enviar Notícia

Rodapé Animado UFMT