Seminário do Prêmio ODS reúne setores acadêmico, produtivo e governamental
 UFMT - Seminário do Prêmio ODS reúne setores acadêmico, produtivo e governamental

Seminário do Prêmio ODS reúne setores acadêmico, produtivo e governamental

Publicado em Notícias | 13/06/2018

Na manhã de quarta-feira (13), o Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) recebeu a fase mato-grossense do Seminário do Prêmio ODS, realizado pelo Governo Federal, com o propósito de reconhecer boas práticas alicerçadas nos 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS), preconizados pela Organização das Nações Unidas (ONU), para direcionar as ações dos países em desenvolvimento até o ano de 2030.
Representando o vice-reitor da UFMT no exercício da Reitoria, professor Evandro Soares, o diretor do Escritório de Inovação Tecnológica (EIT), professor Olivan Rabêlo, destacou o papel da articulação entre universidade e sociedade em prol de soluções para os desafios, especialmente no tocante à sustentabilidade. “A UFMT tem estimulado a busca de soluções de forma conjunta, e apoia a realização do prêmio para conferir visibilidade às boas práticas e ideias. O lançamento desta iniciativa amplia a divulgação das iniciativas projetadas e aplicadas pelas instituições, com a abrangência de questões ambientais e sociais”, disse.
O assessor de Políticas Especiais da Secretaria de Governo da Presidência da República, José Botelho Neto, explicou que os seminários são voltados para sensibilização e estímulo para que as instituições inscrevam suas práticas. “O Brasil é um país criativo, com ideias inovadoras, e o prêmio faz com que essas ideias saiam efetivamente do papel. O prêmio é dividido em quatro categorias: governos [nas três esferas], organizações com e sem fins lucrativos e instituições de ensino, pesquisa e extensão, com ações pontuadas nas especificidades locais e regionais. Portanto, é fundamental que essa divulgação seja realizada localmente em cada Unidade da Federação”, salientou, lembrando que o Brasil se tornou referência na etapa anterior – Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM) – entre 2000 e 2015.
A representante do Conselho de Responsabilidade Social da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), Ulana Brüehmüller Borges, apontou a sintonia dos setores em relação aos ODS. “Eventos como estes são estratégicos para sensibilizar para as práticas de negócio e fundamentais para disseminar e suscitar o engajamento do setor produtivo e disseminar os objetivos de forma clara”, sintetizou.
A secretária municipal de Gestão da Prefeitura de Cuiabá, Ozenira Félix Soares de Souza, relatou as práticas em andamento e que estão em processo de melhoria. “A administração do município já realiza algumas ações em alinhamento com os Objetivos, buscando estabelecer políticas públicas concretas e que se tornem diretrizes de gestão”, prosseguiu.
Representando o Governo do Estado, a assessora de Assuntos Internacionais da Casa Civil, Rita Chiletto, lembrou que Mato Grosso está, ao largo de 20 anos, em constantes esforços para aliar desenvolvimento regional, produção e preservação. “Em 2015, na Conferência da ONU sobre as Mudanças Climáticas [COP-21], ocorrida em Paris, o governo estadual apresentou a estratégia ‘Produzir, Conservar e Incluir’ [PCI], com metas em relação ao meio ambiente e de inclusão social”, pontuou.
Para o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, o seminário representou um alinhamento das práticas já existentes nas localidades em relação aos objetivos relacionados. “Muitos municípios já implantam, em suas vivências de gestão, práticas em diversos aspectos, como uso racional de recursos naturais, mobilidade humana e bem-estar social”, afirmou.
Foi também apresentada, como exemplo de boa prática, a iniciativa “Pesquisador Cooperado”, premiada nos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM, que precederam as ODS) em 2007, da Cooperativa de Pescadores e Artesãos de Pai André e Bom Sucesso (Coorimbatá) e incubado na Arca Multincubadora, em parceria com a UFMT e desenvolvida pelos professores Josita Priante, Oscar Zalla e Nicolau Priante Filho.
Estiveram presentes no evento o gerente Macrorregional Centro-Oeste da Sub-Chefia de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República, Guilherme Ferreira da Silva e a representante do Gabinete da Transparência do Governo do Estado, Vanda Helena da Silva.
Como participar
As inscrições são efetuadas até 29 de junho pelo site do Prêmio ODS. Além da visibiliade e reconhecimento, o prêmio tem como objetivo estabelecer um banco de dados de boas práticas. A periodicidade do prêmio é bianual até 2030. 

Imprimir Enviar Notícia

Rodapé Animado UFMT