Apresentação
O Simpósio Brasileiro sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais, IHC, é o principal evento para troca de idéias e informações sobre estudos e pesquisas multidisciplinares que visam contribuir com a interação entre usuários e sistemas computacionais. Ele é também o ponto de encontro de pesquisadores de universidades e indústrias no Brasil do exterior, bem como de designers, programadores, educadores e outras pessoas de diferentes tradições e comunidades. A primeira edição do IHC foi em 1998. Em 2011, em conjunto com o CLIHC (Conferencia Latino Americana de IHC), o evento foi realizado em Porto de Galinhas, PE, e contou com a presença de aproximadamente 200 pessoas. Este ano, pela primeira vez na história, o evento acontece no Centro-Oeste do Brasil, na cidade de Cuiabá, MT, apoiado e organizado pela UFMT, mostrando assim o desenvolvimento contínuo e expressivo das pesquisas nessa região do país, trazendo à área de IHC como um todo uma maior abrangência no território Brasileiro.
Tema
O tema da conferência, "A NATUREZA DA/NA INTERAÇÃO", pretende evocar a tendência das interações mais naturais e intuitivas, a forte presença da computação social e coletiva, e trazer a naturalidade ao processo de interação entre pessoas e tecnologia a qualquer momento e lugar, respeitando a Natureza e seus recursos. Os Coordenadores convidam as diversas comunidades que atuam na área de IHC para discutir o papel dos pesquisadores e profissionais de IHC no desenvolvimento de tecnologias interativas que possam prover naturalidade, socialização, construção colaborativa para o futuro sustentável e em harmonia com os recursos naturais. O evento pretende discutir as necessidades dos usuários, expectativas, experiências e possibilidades ao usar as diferentes tecnologias de interação e comunicação para participar plenamente na vida social e civil.
Tópicos
Os tópicos de interesse incluem, mas não estão limitados a:
  • Acessibilidade
  • Análise de tarefas e de usuários
  • Aplicações em saúde, educação, transporte, esporte e meio ambiente
  • Computação afetiva e aspectos emocionais na interação
  • Educação em IHC
  • Ergonomia em IHC
  • Estudos sobre novos dispositivos de interação
  • Fatores legais relacionados ao design e ao uso de sistemas computacionais
  • Impacto da interação na sociedade
  • Integração de técnicas de IHC e de Engenharia de Software
  • Interação com dados póstumos ou post-mortem
  • Interação e cidadania
  • Interação e disseminação de informações
  • Interação e entretenimento
  • Interação e o envelhecimento
  • Interação flexível e sensível a contexto
  • Interação homem-robô
  • Interação social: comunidades virtuais, comunidades online
  • Interfaces de voz e multimodais
  • Interfaces inteligentes, adaptáveis e adaptativas
  • Interfaces naturais (NUI)
  • Interfaces para aplicações web
  • Interfaces para dispositivos móveis e sistemas ubíquos
  • Internacionalização de sistemas computacionais
  • Letramento digital
  • Maturidade na avaliação da qualidade da interação
  • Métodos e ferramentas de projeto de IHC
  • Métodos, formalismos, ferramentas e ambientes de design
  • Modelos teóricos em IHC
  • Privacidade e segurança do usuário
  • Programação por usuários finais
  • Técnicas de avaliação e design de interfaces com usuário
  • Tecnologia Verde na IHC e Design Sustentável
  • Uso terapêutico da interação
  • Visualização e interação de grandes volumes de informações (Visual Analytics)
Submissões
Informações Importantes
Datas Importantes:
Registro de equipes para a competição de avaliação até 10/07/2012
Submissão de propostas para workshops até 10/07/2012
Submissão de propostas para tutoriais até 12/07/2012
Submissão de propostas para pôsteres e demos até 16/07/2012
Submissão de artigos resumidos até 10/07/2012
Envio do relatório para a competição de avaliação até 20/07/2012
Submissão de artigos industriais até 22/07/2012
Submissões de artigos para o WEIHC até 31/08/2012
Submissões de artigos para o WAIHCWS’12 até 31/08/2012 25/09/2012
Website para submissão dos trabalhos:
http://www.easychair.org/conferences/?conf=ihc2012
Email do evento: ihc2012@easychair.org

Os autores devem submeter seus trabalhos em Inglês ou Português

O IHC 2012 oferece oportunidade de submissão nas seguintes categorias:

Artigos completos

A categoria de artigos completos tem por objetivo permitir a apresentação de resultados de pesquisa acadêmica de alta qualidade. As submissões devem conter uma contribuição original, e não podem já ter sido publicadas em outro fórum, nem estarem submetidas à revisão para outras conferências ou publicações. Contribuições devem incluir resultados inéditos de pesquisas, estudos de casos ou experiências que forneçam novas evidências sobre a pesquisa ou aplicação de IHC.

Submissões:

As submissões devem ser anônimas e ter até dez páginas no formato ACM SIGCHI (http://www.sigchi.org/publications/chipubform) . Os autores devem efetuar suas submissões eletronicamente, através do sistema EasyChair e em formato PDF.

Apresentação:

Os artigos selecionados serão apresentados durante as sessões técnicas, com 20 minutos de apresentação expositiva seguidos de dez minutos para discussão.

Coordenadoras:

Júnia Anacleto e Vânia Neris (UFSCar)

Datas Importantes:

28/06/2012 01/07/2012 (estendido) – prazo de submissão de título, autores, palavras-chave e abstract
08/07/2012 - prazo para submissão do artigo (somente para aqueles já registrados)
15/08/2012 - notificação de resultados
29/08/2012 – envio da versão final
Artigos resumidos

O objetivo da categoria de artigos resumidos é permitir que os pesquisadores apresentem um relato conciso de estudos em andamento, com resultados parciais, porém significativos, que auxiliem no desenvolvimento da comunidade de IHC. As submissões devem conter uma contribuição original, não publicada em outro fórum nem submetida à revisão para outras conferências ou publicações.

Submissões:

As submissões devem ser anônimas e conter até quatro páginas no formato ACM SIGCHI(http://www.sigchi.org/publications/chipubform) . Os autores devem efetuar suas submissões eletronicamente, através do sistema EasyChair, e em formato PDF.

Apresentação:

Artigos aceitos nessa categoria serão apresentados em sessões técnicas, com dez minutos de exposição seguidos de cinco minutos para discussão.

Coordenadores:

Raquel Prates (UFMG) e Luciana Salgado (PUC-Rio)

Datas Importantes:

05/07/2012 10/07/2012 (estendido) – prazo de submissão
04/08/2012 10/08/2012 (estendido) – notificação de resultados
28/08/2012 29/08/2012 (estendido) – envio da versão final
Artigos Industriais
Esta categoria visa estudos de caso, ferramentas, técnicas, métodos, práticas e experiências na indústria que tratem do desenvolvimento comercial de interfaces para usuários de sistemas interativos. Essa é uma oportunidade da indústria expor para academia suas necessidades, práticas e culturas para estabelecer um diálogo e estimular parcerias. O objetivo é identificar os desafios encontrados por profissionais durante o desenvolvimento de sistemas interativos, estimular a pesquisa aplicada a tais desafios e discutir a transferência de tecnologia através de parcerias.
As submissões devem relatar experiências significativas na área de IHC para a indústria, com uma descrição clara dos desafios encontrados durante o uso e o desenvolvimento de interfaces com usuário, acompanhada de uma discussão sobre conhecimentos e práticas de IHC empregados. Com base nas suas experiências, os autores podem comparar princípios, modelos, técnicas ou soluções de IHC que já existem, avaliar a aplicação de novos, ou ainda descrever características desejadas para outros que precisam ser elaborados.
Salienta-se que a submissão de um artigo industrial e sua aceitação implicará naturalmente na participação no Simpósio, onde pesquisadores e profissionais da indústria terão a oportunidade de discutir acerca dos desafios apresentados. Esse diálogo pode estimular a troca de conhecimentos e experiências entre empresas e academia, ampliando a compreensão dos problemas e a análise de possíveis soluções.

Submissões:

As submissões devem ser anônimas e conter até 4 páginas no formato ACM SIGCHI (http://www.sigchi.org/publications/chipubform) . Os autores devem efetuar suas submissões eletronicamente, através do sistema EasyChair, e em formato PDF.

Espera-se que os Artigos Industriais contenham:

Caracterização do problema: área, contexto, fontes, características (gerenciais, sociais, técnicas), importância e consequências do problema abordado;

Relato de experiência na indústria: descrever os desafios para solucionar o problema descrito e soluções exploradas; e

Análise crítica da experiência relatada: O que funcionou? O que não funcionou? O que precisa ser melhorado? Quais desafios foram encontrados? Além de considerações (comparação, avaliação, etc.) sobre conhecimentos e práticas de IHC existentes ou que deveriam existir.


Apresentação:

Os trabalhos serão apresentados em sessões técnicas, com 10 minutos de apresentação seguidos de 5 minutos para discussão.

Critérios Gerais:

Contribuições devem ser baseadas em casos reais. Recomenda-se fortemente que os profissionais escrevam sobre suas experiências, relatando seu contexto socio-técnico, os desafios encontrados, seus questionamentos, dúvidas, sucessos, insucessos e lições aprendidas. As experiências relatadas devem ser compatíveis com os tópicos definidos para o Simpósio, e demonstrar um possível interesse para as comunidades empresariais e acadêmicas participantes do evento.
Poderão ser escolhidos trabalhos de profissionais (técnicos ou acadêmicos) com aplicações em indústrias, universidades, centros de pesquisas, empresas, etc. Não necessariamente restritos à área de Tecnologia de Informação.
Os trabalhos não podem ter conotação comercial nem fazer marketing explícito de um produto ou instituição. Qualquer trabalho que, no julgamento do Comitê Técnico, tenha a intenção principal de divulgar produtos, marcas, fabricantes ou instituições será recusado.

Coordenadores:

Marco Winckler (ICS-IRIT) e Bruno Santana (Petrobrás)

Datas Importantes:

05/07/2012 22/07/2012 (estendido) – prazo de submissão
04/08/2012 19/08/2012 (estendido) – notificação de resultados
28/08/2012 29/08/2012 (estendido) – envio da versão final
Workshops
Os workshops oferecem uma valiosa oportunidade para pequenas comunidades ou grupos com interesses comuns se encontrarem para uma discussão sobre tópicos de interesse específicos, tendências e temas emergentes de pesquisa ou aspectos práticos de IHC. Geralmente um workshop reúne um grupo razoável de participantes e pode durar um dia inteiro ou um turno (manhã ou tarde). É interessante que os organizadores de cada workshop planejem uma publicação resultante das discussões do workshop, como um livro ou edição especial de algum periódico.

Submissões:

Cada submissão deve conter obrigatoriamente os seguintes itens:
- Capa contendo título do workshop, informações para contato, duração (um dia inteiro ou um turno, de preferência, em específico: manhã ou tarde), público-alvo e breve biografia dos organizadores;
- Resumo estendido de duas páginas no formato de publicações da ACM SIGCHI (http://www.sigchi.org/publications/chipubform) para ser incluído nos anais da conferência. Este resumo deve apresentar o foco do workshop, justificando a relevância do tema e enunciando algumas questões de pesquisa ou prática a serem discutidas durante o evento com base no estado-da-arte do tema proposto.; e
- Chamada para participação de 250 palavras, a ser publicado no web site do IHC 2012 e nas listas de e-mail utilizadas para divulgação do evento. Esse material deve ser submetido eletronicamente, em formato PDF, pelo sistema EasyChair.
Processo de Seleção: Cada proposta de workshop será avaliada por um comitê de especialistas na área.

Coordenadores:

Milene Silveira (PUC-RS) e Leonardo Cunha de Miranda (UFRN)

Datas Importantes:

Para os organizadores de Workshops:

05/07/2012 10/07/2012 (estendido) – prazo de submissão para propostas de organização de workshop
04/08/2012 20/07/2012 (estendido) – notificação de aprovação de workshop

Para os participantes de Workshops:

15/08/2012 – prazo de submissões para participantes de workshop
25/08/2012 – notificação dos resultados para os participantes de workshops
29/08/2012 – envio da versão final dos resumos para os anais


Workshops selecionados IHC'12:

III WEIHC – Workshop sobre o Ensino de Interação Humano-Computador
Silvia Bim, Clodis Boscarioli
http://www.inf.unioeste.br/WEIHC/

IV WAIHCWS - Workshop sobre Aspectos da Interação Humano-Computador para a Web Social
Adriana Santarosa Vivacqua, José Viterbo Filho, Sérgio Roberto P. da Silva
http://www.ufmt.br/ihc12/waihcws/

Tutoriais
Os tutoriais são eventos de curta duração que visam apresentar uma visão geral de um tópico de pesquisa ou tecnologia que seja de interesse da comunidade de IHC de forma prática e didática. Com isso, o ouvinte tem a oportunidade de aprender sobre novo assunto vinculado à sua área de atuação e pode também extrair elementos que pode aplicar em sua pesquisa ou prática.
Os tutoriais devem ter como público alvo os estudantes de graduação, de pós-graduação ou profissionais da área. Os tutoriais poderão ser introdutórios ou avançados e deverão estar relacionados aos tópicos de interesse do simpósio. Propostas interdisciplinares são muito bem-vindas. Os tutoriais devem ter a duração de três ou seis horas e ser apresentados em português.

Tutoriais selecionados

A) Projetando Sistemas Web com o uso de Técnicas de Interação Humano-Computador (6 horas)

B) Algoritmos de Clusterização e Python Científico apoiando Modelagem de Usuário (6 horas)

C) Designing speech based interfaces (3 horas)

D) Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC (3 horas)

Submissões:

As propostas para tutoriais devem se limitar a cinco páginas, no formato do modelo para publicação de capítulos de livros da SBC http://www.sbc.org.br/index.php?subject=60&content=downloads, incluindo o seguinte:

Um resumo;

Duração do tutorial (três ou seis horas);

Uma indicação de público-alvo, com especificação e justificativa de pré-requisitos;

Sumário estendido, explicando o que será coberto em cada tópico;

Uma indicação de por que o curso é interessante e deve atrair a atenção do público alvo;

Breve biografia dos autores;

Indicação de qual autor apresentará o tutorial;

Os recursos computacionais e audiovisuais necessários.


Cada tutorial selecionado deverá ter como versão final um texto que será publicado como capítulo de um livro: de 20 a 30 páginas, para tutoriais com duração de três horas; ou de 30 a 40 páginas, para tutoriais com duração de seis horas. Os autores deverão autorizar a publicação do resumo e da apresentação dos tutoriais na Internet, no website do IHC 2012.
Um apresentador de cada tutorial ganhará inscrição no evento. Outros tipos de auxílio estão sendo avaliados com a Comissão Organizadora do evento.
Para submeter seu trabalho para o tutorial, acesse o sistema EasyChair.

Coordenadores:

Simone Barbosa (PUC-Rio) e Plínio Aquino Jr (FEI)

Datas Importantes:

05/07/2012 12/07/2012 (estendido) – submissão de propostas
28/07/2012 26/07/2012 (estendido) – notificação de resultados
28/08/2012 29/08/2012 (estendido) – envio da versão final
Pôsteres e Demonstrações
Nessa trilha, a submissão como Pôster ou Demonstração destina-se a promover um ambiente de visibilidade e discussões no qual empresas, universidades e desenvolvedores possam apresentar trabalhos em fases iniciais ou intermediárias, ainda sem resultados consolidados, bem como sistemas interativos computacionais dos mais diversos tipos, cujos autores têm interessem em receber contribuições construtivas dos participantes do IHC 2012.
Espera-se criar um ambiente no qual autores possam apresentar e receber feedback de membros experientes da comunidade atuante na área. Esse espaço dentro do IHC2012 também tem por objetivo promover visibilidade às pesquisas em andamento e protótipos de produtos para a comunidade acadêmica e industrial, potencializando a integração e cooperação entre esses setores.
Apresentação: Os autores terão um momento de apresentação na forma de exposição coletiva e interativa, durante a qual pelo menos um dos autores deverá estar presente. As instruções e as informações sobre os recursos disponíveis no evento serão encaminhados aos autores dos trabalhos selecionados.

Submissão:

O texto de apresentação deve ter até duas páginas e seguir o formato ACM SIGCHI (http://www.sigchi.org/publications/chipubform) e deve incluir:
- Caracterização do problema
- Fundamentação teórica
- Metodologia e estado atual do trabalho
- Trabalhos relacionados
- Resultados esperados

Os textos devem ser submetidos eletronicamente através do sistema EasyChair, e em formato PDF.
Apresentação: Os autores dos trabalhos terão um momento de apresentação na forma de exposição coletiva e interativa, durante os horários de coffee break do evento.

Coordenadores:

Amanda Melo (UNIPAMPA) e Marcelo Pimenta (UFRGS)

Datas Importantes:

05/07/2012 10/07/2012 16/07/2012 (estendido) – prazo de submissão
04/08/2012 10/08/2012 (estendido) – notificação dos resultados
28/08/2012 29/08/2012 (estendido) – envio da versão final
Competição de Avaliação
Esta categoria busca motivar a participação no IHC 2012 de alunos e professores de IHC, contribuindo para a formação destes alunos, a geração de material didático e a experiência da comunidade. A Competição de Avaliação tem um caráter essencialmente prático – os participantes fazem a avaliação de um sistema computacional e, assim, aplicam seus conhecimentos teóricos relacionados a metodologias de avaliação de IHC.
A primeira edição da Competição de Avaliação foi no IHC 2006, envolvendo equipes de alunos de graduação e de pós-graduação de diversas instituições de ensino do país. Os resultados positivos trouxeram-nos à quinta edição da Competição, no IHC 2012.
Detalhes sobre a temática para a Competição de Avaliação do IHC 2012 estão disponíveis aqui.

Resultado da Competiçao do IHC

Graduação

Análise da Percepção e Interação de Usuários sobre Privacidade e Segurança no Facebook
UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Cascavel - PR)
Luiz Gustavo de Souza, Tiago Alexandre Schulz Sippert,
André Specian Cardoso e Clodis Boscarioli (professor-orientador)

Exposição de imagem no Facebook - Um estudo sobre a privacidade de fotos pessoas na rede social
UFC - Universidade Federal do Ceará (Fortaleza - CE)
Mateus Pinheiro, Rodrigo Almeida, Deivith Oliveira
Atila Oliveira e Arthur Tavares

Pós-Graduação

Avaliando aspectos de privacidade no Facebook pelas lentes de usabilidade, acessibilidade e fatores emocionais
UFSCar - Universidade Federal de São Carlos (São Carlos - SP)
Tatiana Alencar, Maira Canal, Kamila Rodrigues
Rogério Xavier e Vânia Neris ( professora-orientadora )

Imagem e privacidade - contradições no Facebook
UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte - MG)
Ana Terto, Cláudio Alves, Janicy Rocha
e Raquel Prates (professora-orientadora)

Inspeção Semiótica e Avaliação de Comunicabilidade: identificando falhas de comunicabilidade sobre as configurações de privacidade do Facebook
PUC-RS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Porto Alegre - RS)
Juliano Varella de Carvalho, Felipe Lammel
Janaína Dias da Silva, Lucélia Cynthia Chipeaux
e Milene Silveira ( professora-orientadora)

Submissões

As submissões devem ser anônimas e ter até doze páginas no modelo para publicação de artigos da ACM SIGCHI (http://www.sigchi.org/publications/chipubform) . Os autores devem efetuar suas submissões eletronicamente, através do sistema EasyChair, e em formato PDF.

Coordenadores

Silvia Amélia Bim (UNICENTRO) e Carla Faria Leitão (PUC-Rio)

Datas Importantes:

05/07/2012 10/07/2012 (estendido) – prazo de inscrição das equipes
19/07/2012 20/07/2012 (estendido) – prazo de submissão dos relatórios
10/08/2012 15/08/2012 (estendido) – notificação dos finalistas para apresentação no IHC 2012
28/08/2012 – entrega do relatório final
Desafios IHC12

GranDIHC-BR: Prospecção de Grandes Desafios de Pesquisa em Interação Humano-Computador no Brasil (2012-2022)

Em 2006, a Sociedade Brasileira de Computação (SBC) apresentou os 5 Grandes Desafios de Pesquisa em Computação no Brasil para a década seguinte. Dentre os desafios, o de número 4, Acesso participativo e universal do cidadão brasileiro ao conhecimento, reconheceu o papel e a importância da área de Interação-Humano Computador (IHC) para o desenvolvimento social, científico, tecnológico e econômico do país.

Dentre as 9 áreas centrais da Ciência da Computação, enumeradas desde 1988 pela ACM, IHC é a área que precisa lidar com questões de caráter universal e transversal às demais áreas e, ao mesmo tempo, considerar aspectos específicos (sociais, culturais, econômicos, políticos, geográficos) do ambiente em que sua aplicação ocorre. O contexto brasileiro é complexo: o país é o quinto maior em termos de território e população, possui uma cultura diversificada, e é tradicionalmente marcado pela desigualdade social. Embora nos últimos anos transformações rápidas e profundas tenham propiciado uma evolução nos indicadores de desenvolvimento econômico, social e humano, limitações em áreas críticas para manter essa evolução estão se tornando mais evidentes (e.g., educação, ciência e tecnologia, saúde, infraestrutura, segurança, etc.). O desenvolvimento científico e tecnológico é um fator crucial para a superação dessas limitações, porém seus benefícios somente serão alcançados e sentidos nas dimensões necessárias se ele ocorrer de forma socialmente responsável.

O GranDIHC-BR será realizado no XI Simpósio Brasileiro sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC 2012) para prospectar questões de pesquisa na área de IHC que serão importantes para a ciência e o país num período de 10 anos, estendendo o alcance do Desafio 4 da SBC.

Pesquisadores e profissionais da indústria são convidados a preencher o formulário online (acesse) apresentando suas propostas de desafios. As propostas serão analisadas por uma comissão de especialistas, e servirão como base para a discussão e proposição dos Grandes Desafios de Pesquisa em IHC no Brasil. Algumas das propostas serão convidadas para serem apresentadas durante o evento.

Características de um Grande Desafio de Pesquisa, conforme proposto pela SBC:

1. Um Grande Desafio deve ser dirigido a avanços significativos na área e, consequentemente, à ciência, em vez de se basear em resultados incrementais de progressos existentes.

2. A pesquisa para abordar um desafio deve ir muito além dos trabalhos e resultados que podem ser desenvolvidos e alcançados em um projeto de pesquisa individual convencional.

3. Seu progresso deve ser passível de ser realizado e avaliado de forma incremental, de modo que seja possível analisar a sua evolução e executar mudanças de curso eventualmente necessárias.

4. O sucesso de um Grande Desafio deve poder ser avaliado de forma clara e objetiva.

5. Possivelmente multidisciplinar na natureza e nas possibilidades de solução.

6. O Desafio deve ser realista e discutível em um prazo viável (e.g., 10 anos), ao mesmo tempo em que devem desafiar paradigmas, questionar e provocar uma evolução no panorama tradicional da área.

7. Um Grande Desafio emerge de um consenso da comunidade científica para servir como um cenário de longo prazo para os pesquisadores, independentemente de políticas de financiamento ou de questões conjunturais.

Formulário para submissão das propostas: Acesse o formulário

Informações adicionais: rpereira@ic.unicamp.br

Datas Importantes

Prazo para submissão das propostas: 30/09/2012 05/10/2012

Feedback aos autores: 15/10/2012

Apresentação no evento: 06/11/2012, à tarde.

Coordenação:

Cecília Baranauskas (UNICAMP)

Clarisse de Souza (PUC-Rio)

Comitê de Avaliação:

Alessandro Rubim de Assis (Nuance)

Elizabeth Furtado (UNIFOR)

Jair Leite (UFRN)

Juliana Sales (Microsoft Research)

Junia C. Anacleto (UFSCar)

Laura Sanchez Garcia (UFPR)

Lúcia Filgueiras (USP)

Marcelo Pimenta (UFRGS)

Rodrigo Bonacin (CTI)

Sergio Roberto da Silva (UEM)

Apoio:

Roberto Pereira (UNICAMP)


Local do Evento
Informações sobre o local do evento

O Simpósio Brasileiro sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais, IHC, será realizado em Cuiabá capital do Mato Grosso, nas dependências do Holiday Inn Express. O Holiday Inn Express faz parte da rede IHG, referência mundial em hospedagem. Localizado a 10km do Aeroporto Internacional de Cuiabá/Marechal Rondonl, é considerado uma das melhores opções de hospedagem e conta com uma excelente infraestrutura para eventos.

Serviço:


Endereço: Avenida Miguel Sutil, 2050 - Jardim Leblon, Cuiabá - MT, 78060-000.
Telefone: (65) 3055-8500.

E-mail exclusivo para reservas dos participantes do IHC'12:
ihc12@holidaycuiaba.com.br

Site:
http://www.holidaycuiaba.com.br/

  • - Localização privilegiada próximo a shopping center.
  • - A 20 minutos do aeroporto
  • - Todos os apartamentos com duas "camas Queens" ou uma  Cama King Size
  • - Sistema anti-ruídos em portas e janelas
  • - Ligações locais para números fixos incluso nas diárias
  • - Internet FREE nos apartamentos café incluso na diária
  • - Fitness, sauna e piscina
  • - Internet Wi-Fi gratuito em todo o hotel
  • - Loja de Conveniência aberta 24 horas
  • - Estacionamento gratuito e monitorado 24 horas


Tarifas exclusivas para participantes do IHC´12:

Apartamentos SGL R$ 180,00 + 13% taxas
Apartamentos DBL R$ 220,00 + 13% taxas 
Terceira pessoa no apartamento acrescentar R$ 50,00 + 13%


Programação
Keynote Speakers

Letizia Jaccheri

Web: http://letiziajaccheri.org/

"From software to art: a personal journey"


Professora e líder do Grupo de Engenharia de Software no Departamento de Computação e Ciência da Informação na Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia.

Letizia Jaccheri é doutora pela Universidade de Torino e mestre em Ciência da Computação, na Universidade de Pisa, na Itália. Tem trabalhado na área de Tecnologia da informação desde 1989. Jaccheri publicou mais de 80 artigos (h-index 16 g-index 30 calculado com Harzing’s Publish and Perish) em periódicos nacionais e internacionais e em conferências, além de ter orientado/co-orientado dez doutorandos.

Na última década, o foco de pesquisa de Jaccheri tem sido o suporte da Engenharia de Software à arte e ao entretenimento. Ela é consultora em organizações nacionais e internacionais, além de avaliadora do Conselho Norueguês de Pesquisa, do Conselho Finlandês de Pesquisa e do Conselho Nacional de Pesquisa da Itália. Ela é membro do Conselho Nacional que confere cátedra a cientistas da computação, desde 2011; do grupo ERICM de Tecnologia de Mídia e Entretenimento Educacional, desde 2010; e do IFIP TC14 de Computação e Entretenimento, como representante nacional da Noruega.

Participou de diversos projetos de pesquisa, tanto nacional quanto internacionalmente, e de inúmeros projetos artísticos de software . Por seu livro, "Kjærlighetog computer", Tapir Akademisk Forlag.ISBN 82-519-2034-5, Abril de 2006, e por sua participação ativa na imprensa norueguesa, ganhou o prêmio de divulgadora do ano em sua faculdade, em 2006. Para uma lista detalhada de suas publicações, orientações de doutorado e projetos de pesquisa, veja em http://www.letiziajaccheri.com.




Sergi Jorda

"Explorando a convergência entre performance musical e interações complexas em tempo real"

Music Technology Group, Universitat Pompeu Fabra, Barcelona, Spain

Dr. Sergi Jordà é formado em Física Fundamental e Doutor em Ciência da Computação e Comunicação Digital. Depois de conhecer programação de computadores durante a graduação, no início dos anos 80, ele decidiu dedicar-se completamente à música computacional e às mídias interativas. Ao longo dos anos 90, concebeu e desenvolveu instalações interativas e performances multimídia premiadas, em colaboração com artistas catalães renomados, como Marcel Alí Antunez ou La Fura dels Baus. Desde o final dos anos 90, Jordà é pesquisador do Grupo de Tecnologia Musical da Universidade Pompeu Fabra, em Barcelona, e professor associado da mesma universidade. Seus principais interesses de pesquisa são a confluência da IHC e interação tangível e musical, comunicação aumentada usando tampos de mesa e interfaces cérebro-computador. É autor de 20 artigos em periódicos e capítulos de livro, mais de 50 artigos em conferências de revisão por pares, além de ter feito mais de 20 comunicações e palestras magnas. Recebeu vários prêmios internacionais, incluindo o prestigioso Prix Ars Electronica Golden Nica. É melhor conhecido atualmente por ser um dos inventores do Reactable, um instrumento musical de tampo de mesa, que ganhou expressiva popularidade depois de ser integrado à turnê mundial da artista islandesa Bjork. Além disso, é um dos membros fundadores da empresa Reactable Systems.

“Em 1982, eu estava estudando em meu bacharelado em Física Fundamental, quando vi pela primeira vez um computador e logo descobri a magia da programação. Tamanha foi a revelação que, algumas semanas depois, eu decidi abandonar o saxofone e o jazz para me tornar um improvisador de música computacional! Desde então, tenho buscado a complexidade, delicadeza e futilidade da interação multidimensional e em tempo real entre instrumento e performer, sob perspectivas diferentes e complementares. Eu comecei com uma perspectiva mais livre e movida apenas por questões estéticas de um artista/performer; depois, tentei sistematizar e expandir esse conhecimento empírico de um ponto de vista mais acadêmico/científico, como pesquisador do Grupo de Tecnologia Musical de Barcelona (de 1999 até hoje); mais recentemente, também de uma perspectiva industrial/comercial, manufaturando e vendendo novos instrumentos musicais eletrônicos na Reactable Systems (de 2009 até hoje). Além disso, ao longo de toda a última década, tenho expandido minhas áreas de interesse, estudando IHC também de perspectivas não musicais, tanto do ponto de vista tecnológico (por exemplo, interação tangível e de topo de mesa), conceitual (como a interação em tempo real) e aplicao (como a educação)

Parece que, com a chegada dos tablets e de controles de videogame multitoque e alternativos, a criação musical em tempo real está finalmente ganhando um status relevante no domínio das áreas de aplicação relacionadas à IHC.

A verdade é que, desde o sucesso dos controles MIDI, no início da década de 80, ou mesmo antes, a música e a IHC vêm trilhando um longo caminho juntas, ainda que, infelizmente, com pouco conhecimento de acadêmicos de IHC que não sejam músicos. Por milênios, os instrumentos musicais têm materializado o potencial e a riqueza de interações complexas, habilidosas, contínuas, multidimensionais e em tempo real.

Nesta palestra, darei uma visão geral de minha jornada ao longo das três últimas décadas, expondo e revelando algumas das razões que fazem da performance musical ao vivo um laboratório ideal de experimentos na interação avançada entre homem e computador, abrindo campos promissores de pesquisa e experimentação multidisciplinar.”

Painéis

"Painel IHC e a Indústria"

Marco Winckler e Bruno Santana

Este painel tem por objetivo reunir profissionais experientes para discutir sobre o mercado de trabalho relacionado com a área de Interação Humano-Computador (IHC) no Brasil. Os participantes falarão sobre sua formação e experiência de mercado, destacando oportunidades e desafios para aqueles que pretendem atuar na área de IHC.

Participantes:

Paulo Melo é psicólogo, mestre em psicologia cognitiva e doutor em design. Profissionalmente, Paulo atuou como Designer de Interação e Especialista em Usabilidade no CESAR Recife e CSIRO (Austrália). Nos últimos anos, ele tem atuado na área de Experiência do Usuário (UX), onde trabalhou pelo CESAR Sul, Philips e In/situm. Ao longo de sua experiência profissional, Paulo participou de projetos ligados a jogos para aparelhos celulares, acessibilidade, aplicações médicas, TV digital, sistemas de informação e design de produtos. Há quase 2 anos Paulo é gerente de negócios no CESAR São Paulo. Além disso, Paulo tem dado aula sobre design, usabilidade e inovação na Faculdade Anhanguera, Universidade Positivo e CESAR.Edu.

Carlos Rosemberg é especialista em experiência do usuário com mais de 14 anos de prática profissional na concepção, projeto e avaliação de produtos e serviços interativos de diversos portes e plataformas. Atualmente atua como engenheiro de requisitos e designer de interação no Instituto Atlântico (empresa de P&D em Tecnologia da Informação e Comunicação, com sede em Fortaleza) e como pesquisador no LUQS (Laboratório de estudos do Usuário e da Qualidade de Uso de Sistemas - UNIFOR). É mestrando em Informática Aplicada (UNIFOR), possui Pós-Graduação em Design Digital (FIC), Bacharelado em Administração de Empresas (UFC), habilitação técnica em Informática Industrial (IFCE) e é professor convidado no Curso de Especialização em Engenharia de Software na UECE. Também é Local Chapter Leader do IXDA (Interaction Design Association) e um dos organizadores do WUD (Dia Mundial da Usabilidade) em Fortaleza, desde 2008.

Lara Piccolo trabalha há 8 anos como pesquisadora na área de IHC na Fundação CPqD, em Campinas, SP. É engenheira de computação, mestre e doutoranda em IHC pelo Instituto de Computação da UNICAMP. Atua na concepção de serviços e design de interfaces interativas para Web, TV Interativa e dispositivos móveis. Tem trabalhado em projetos de Pesquisa & Desenvolvimento de soluções inclusivas e consultoria em usabilidade e acessibilidade para diversos setores, tais como setor bancário e de energia elétrica. Seu papel tem sido levar a perspectiva do usuário aos processos de desenvolvimento tecnológico.

Renato Correa Vieira é mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), tem mais de 10 anos de experiência em gestão de projetos, atualmente é Gerente de ERP da Petrobras Distribuidora, responsável por projetos de Gestão de Conteúdo e Supply Chain (logística). Palestrante nos temas de gestão de projetos, cadeia de suprimentos, inovação e empreendedorismo, seu background inclui projetos de desenvolvimento de aplicativos em plataformas proprietárias e de código aberto para diversos públicos de interesse de uma empresa de porte do Sistema Petrobrás.

"GranDIHC-BR: Grandes Desafios de Pesquisa em IHC no Brasil"

Cecilia Baranauskas
Sessões Técnicas

ARTIGOS COMPLETOS – IHC 2012

1. Alessandro Luiz Stamatto Ferreira, Leonardo Cunha de Miranda and Erica Esteves Cunha de Miranda. Interfaces Cérebro-Computador de Sistemas Interativos: Estado da Arte e Desafios de IHC

2. Aline Alves, Simone Bacellar Leal Ferreira, Viviane Veiga and Denis Silveira. Communicability in corporate information systems on the web : analyzing the interaction of deaf bilingual

3. Artur Kronbauer, Celso A S Santos and Vaninha Vieira. Um Estudo Experimental de Avaliação da Experiência dos Usuários de Aplicativos Móveis a partir da Captura Automática dos Dados Contextuais e de Interação

4. Bruno Santana Da Silva and Simone Diniz Junqueira Barbosa. A Conceptual Model for HCI Design Cases

5. Cristiano Maciel and Vinicius Pereira. The internet generation and its representations of death: considerations for posthumous interaction projects

6. Daniel A. Chagas, Elizabeth S. Furtado and Jouderian Nobre Jr.. Análise de Alternativas de Design de Mapas para TV digital Brasileira Baseada em Multicritérios

7. Diego Henrique Dantas de Oliveira, Leonardo Cunha de Miranda, Erica Esteves Cunha de Miranda and Lyrene Fernandes Da Silva. Prototipação de Interfaces de Aplicativos para Dispositivos Móveis: Estado da Arte e Desafios de IHC

8. Fernando Cesar Balbino and Junia Coutinho Anacleto. Redes Sociais Online Orientadas à Difusão de Inovações como Suporte à Comunicação Sustentável nas Organizações

9. Francine Bergmann and Milene Silveira. “Eu vi o que você fez ...e eu sei quem você é!”: uma análise sobre privacidade no Facebook do ponto de vista dos usuários

10. Gabriel Alves Vasiljevic Mendes, Leonardo Cunha de Miranda, Erica Esteves Cunha de Miranda and Lyrene Fernandes Da Silva. Prototipação de Interfaces Tangíveis de Produtos Interativos: Estado da Arte e Desafios da Plataforma Arduino

11. Heiko Hornung and Cecilia Baranauskas. Timelines as mediators of lifelong learning processes

12. Ingrid Monteiro and Clarisse De Souza. The representation of self in mediated interaction with computers

13. Juliana Cristina Braga, Antonio Carlos Costa Campi Junior and Rafael Jeferson Pezzuto Damaceno. Estudo e Relato sobre a Utilização da Tecnologia pelos Deficientes Visuais

14. Lara Piccolo and Cecilia Baranauskas. Basis and Prospects of Motivation Informing Design: Requirements for Situated Eco-feedback Technology

15. Leonelo Almeida and Maria Baranauskas. Accessibility in Rich Internet Applications: People and Research

16. Luciana Borges, Lucia Filgueiras, Cristiano Maciel and Vinicius Pereira. Customizing a communication device for a child with cerebral palsy using Participatory Design practices: contributions towards the PD4CAT method

17. Luiz Corrêa, Flávio Coutinho, Raquel Prates and Luiz Chaimowicz. Uso do MIS para avaliar signos sonoros – Quando um problema de comunicabilidade se torna um problema de acessibilidade

18. Marcelle Mota, Leonardo Faria and Clarisse De Souza. Documentation Comes to Life in Computational Thinking Acquisition with AgentSheets

19. Mauro Anjo, Ednaldo Pizzolato and Sebastian Feuerstack. A Real-Time System to Recognize Static Hand Gestures of Brazilian Sign Language (Libras) alphabet using Kinect

20. Natasha Malveira Costa Valentim, Káthia Marçal De Oliveira and Tayana Conte. Definindo uma Abordagem para Inspeção de Usabilidade em Modelos de Projeto por meio de Experimentação

21. Roberto Calderon, Jonatas Leite de Oliveiras, Junia Anacleto and Sidney Fels. Understanding NUI-supported Nomadic Social Places in a Brazilian Health Care Facility.

22. Roberto Romani and Maria Cecília Calani Baranauskas. Helping Designers in Making Choices through Games

23. Rodrigo Rabello, Rodrigo Barbalho, Juliane Nunes and Christiane Von Wangenheim. INTEGRAÇÃO DE ENGENHARIA DE USABILIDADE EM UM MODELO DE CAPACIDADE/MATURIDADE DE PROCESSO DE SOFTWARE

24. Rogério Xavier and Vania Neris. Decisões de design ruins e o impacto delas na interação: um estudo preliminar considerando o estado emocional de idosos

25. Samuel B. Buchdid and Cecilia Baranauskas. IHC em contexto: o que as palavras relevam sobre ela

26. Sarah Gomes Sakamoto, Lyrene Fernandes Da Silva and Leonardo Cunha de Miranda. Identificando Barreiras de Acessibilidade Web em Dispositivos Móveis: Resultados de um Estudo de Caso Orientado pela Engenharia de Requisitos

27. Silvia Amelia Bim, Carla Faria Leitão and Clarisse Sieckenius de Souza. Can the teaching of HCI contribute to the learning of Computer Science? The case of Semiotic Engineering methods

28. Simone Isabela De Rezende Xavier, Maria Lúcia Bento Villela and Raquel Oliveira Prates. Método de Avaliação de Comunicabilidade para Sistemas Colaborativos: Um Estudo de Caso

29. Soraia Reis and Raquel Prates. Assessing the Semiotic Inspection Method - The Evaluators' Perspective

30. Tathiane Andrade and Simone Barbosa. Design Aspects through the users’ behavior using large displays for 3D Navigation


ARTIGOS RESUMIDOS – IHC 2012

1. Carlos Rosemberg Maia De Carvalho and Elizabeth Sucupira Furtado. Wikimarks: an approach proposition for generating collaborative, structured content from social networking sharing on the web.

2. Dyego Morais, Tancicleide Gomes and Flávia Peres. Desenvolvimento de jogos educacionais pelo usuário final: Uma abordagem alternativa ao Design Participativo.

3. Jônatas Leite de Oliveira and Junia Coutinho Anacleto. SoS – Um algoritmo para identificar pessoas homófilas em redes sociais com o uso da tradução cultural.

4. Lafayette Melo, Bruno Costa and Dayvison Almeida. Desenvolvimento de sistemas para Web com base nas metáforas em uso: estudo de caso para Redes Sociais.

5. Lara Piccolo and Cecilia Baranauskas. Energy, Environment, and Conscious Consumption: Making Connections through Design.

6. Luciano Tadeu Esteves Pansanato, André Luís Martins Bandeira, Luiz Gustavo Dos Santos and Dferson Do Prado Pereira. Projeto D4ALL: Acesso e Manipulação de Diagramas por Pessoas com Deficiência Visual.

7. Natália Santos, Lidia Ferreira and Raquel Prates. Caracterização das Adaptações em Métodos de Avaliação para Aplicações Colaborativas.

8. Silvia Amelia Bim, Milene Silveira and Raquel Prates. Ensino de IHC – Compartilhando as Experiências Docentes no Contexto Brasileiro.

9. Thiago S. Barcelos, Roberto Muñoz and Virginia Chalegre. Gamers as usability evaluators: a study in the domain of Virtual Worlds.


ARTIGOS INDUSTRIAIS – IHC 2012

2. Erton Vieira and Alex Sandro Gomes. Design da Experiência em Processos Ágeis

3. Luciana Romani, Daniel Chino, Renata Gonçalves and Agma Traina. Challenges for users and designers in the design process of a satellite images handling system

4. Maihara Oliveira, Cristiano Maciel and Patricia Souza. Um diagnóstico do uso da modelagem da interação em métodos ágeis no mercado de software

5. Viviane Delvequio and Alessandra Rosa. Interação entre time de Design de Interfaces e time de Desenvolvimento: Tentativas, Fracassos e Sucessos

Workshops

III WEIHC - Workshop sobre o Ensino de Interação Humano-Computador.

Silvia Bim, Clodis Boscarioli.

http://www.inf.unioeste.br/WEIHC/

O III WEIHC – Workshop sobre Ensino de IHC visa continuar as discussões em torno do ensino de IHC no Brasil, iniciadas noWEIHC 2010 em Belo Horizonte (MG) e no WEIHC 2011 ocorrido em Porto de Galinhas(PE).

Programação completa aqui

IV WAIHCWS - Workshop sobre Aspectos da Interação Humano-Computador para a Web Social.

Adriana Santarosa Vivacqua, José Viterbo Filho e Sérgio Roberto P. da Silva.

http://www.ufmt.br/ihc12/waihcws/

Programação completa aqui

Lições das Trincheiras do Design Research em Pervasive Augmented Reality Games

Licínio Roque

Universidade de Coimbra

http://eden.dei.uc.pt/~lir

O design de pervasive and augmented reality games enquanto componente de estratégias de computação social necessita um entendimento dos elementos do contexto que infuenciam a adopção, performance e interação social dos individuos nesse contexto. Actores técnicos e sociais interferem na rede alargada que constitui um jogo social ubíquo. Nesta apresentação iremos reportar um caso de Design Research para uma infraestrutura de âmbito genérico para a rápida modelação e experimentação com diversos conceitos de ARG, baseada numa proposta de componentes interactivos. Apresentaremos o nosso paradigma de modelação de ARGs baseado em Petri Nets, o conjunto de building blocks interactivos por nós ensaiados e algumas das lições aprendidas durante o processo de implementação de jogos ubíquos e infraestrutura técnica de suporte.

Tutoriais

Tutorial A (6h) – Projetando Sistemas Web com o uso de Técnicas de Interação Humano-Computador.

30 Vagas.

Segunda-feira (05/11) o dia todo, das 8h30m às 17h.

Este tutorial é considerado introdutório, tendo, como público-alvo, acadêmicos de graduação e pós-graduação e representantes da indústria de software interessados na Engenharia para Sistemas Web, nos aspectos da Interação Humano-Computador e na relação entre as duas áreas. O tutorial pretende oferecer subsídios aos participantes para o aprofundamento de estudos visando a aplicabilidade dos métodos da Engenharia Web, em especial, o método proposto por Lowe and Pressman (2009) de forma integrada às práticas de IHC no desenvolvimento de WebApps. A dinâmica do tutorial é baseada na exposição oral de conceitos, discussão de cases, realização de atividade prática e participação intensa do público, visando à troca de experiências e ideias. Está estruturado em cinco etapas especificadas a seguir: 1) Métodos da Engenharia Web - exposição oral sobre os métodos da engenharia web, características e uso. Em especial, métodos ágeis, muito utilizados no projeto Web, serão contextualizados. 2) Pirâmide de Projeto para Aplicações Web - apresentação da pirâmide proposta por Lowe and Pressman (2009), com explicação sobre as camadas (ações de projeto) de uma WebApp, as tarefas de projeto que devem ser realizadas e a relação entre tais tarefas. 3) Atividades da Interação Humano-Computador em Projetos de WebApps - apresentação das recomendações para integração do projeto de WebApp com a área de IHC. Será tratado cada nível da pirâmide, relacionando as atividades de IHC e apresentando exemplos. 4) Atividade Prática - Uso de técnicas para incorporação de IHC às ações de projeto de uma WebApp, a partir de um caso prático simples, em equipe. 5) Finalização e Avaliação - discussão dos cases desenvolvidos e encerramento com as considerações finais dos instrutores e do público presente.

Autores: Patricia Souza, Cristiano Maciel and Luciana Moraes.

Tutorial B (6h) – Algoritmos de Clusterização e Python Científico apoiando Modelagem de Usuário.

Segunda-feira (05/11) o dia todo, das 8h30m às 17h.

Python é uma linguagem de programação interativa, interpretada, orientada à objeto e multiplataforma que possui diversas aplicações no mercado de trabalho e cientificas. Existem diversas biblioteca disponíveis para Python que auxiliam o desenvolvimento das diversas aplicações, inclusive em Interação Humano-Computador, através dos algoritmos de aprendizado de máquina. Através desses algoritmos, em especial os algoritmos de clusterização de dados, serão apresentados para auxiliar na construção de modelos de usuários do tipo Personas. As Personas podem auxiliar o projetista de interface durante o projeto desta, ou posteriormente, na melhoria de interfaces que já estão em utilização. O momento que as Personas irão auxiliar o projetista dependerá de como as informações serão capturadas. Essas informações podem ser capturadas através de surveys ou log de aplicação, ambas podem ser utilizadas em momentos pré e pós projeto, contudo a segunda necessita de uma versão funcional do sistema para coletar as informações do usuário. Ao longo deste tutorial serão demonstrados como executar essas capturas de informações e ainda como realizar o tratamento desses dados para aplicar os algoritmos para clusterização, ou seja, o agrupamento dos perfis coletados e como se pode automatizar esse processo para que sejam utilizados em interfaces adaptativas. Por fim, serão demonstradas as técnicas para obter as Personas com base em métodos de medida de dispersão utilizadas em estatística dos dados e ainda as ferramentas disponíveis no Python para demonstração dos resultados de maneira gráfica para uma comparação analítica dos mesmos. O conteúdo do tutorial considera Python, Bibliotecas Cientificas, Bibliotecas para criação de Gráficos, técnica de Personas, Coleta de Informações, exemplos e aplicações. O público alvo deste tutorial é pesquisadores e estudantes de Interface Humano-Computador, com conhecimento em lógica de programação (importante para o treinamento em programação científica Python). Os benefícios diretos para os participantes são o aprendizado de técnicas que auxiliam no processo de modelagem de usuário e como utilizar esses modelos para interface adaptativa com Python, ganhando produtividade e flexibilidade no desenvolvimento de pesquisas científicas e mercadológicas.

Autores: Andrey Araujo Masiero, Leonardo Anjoletto Ferreira and Plinio Thomaz Aquino Jr.

Tutorial C (3h) – Desenvolvendo Soluções com Interface baseada em Voz.

Sexta-feira (09/11), das 8:00 às 11:15h.

O homem sempre buscou meios de comunicação que facilitassem a sua interação com a máquina e a interface com o usuário é parte fundamental dessa comunicação. Ao longo dos anos, vários meios de interação natural vêm sendo desenvolvidos e ido ao encontro da nova geração de interface humano-computador, que é de fácil aprendizado e de alta acessibilidade. Telas sensíveis ao toque, luvas (datagloves), sistemas de câmeras que captam gestos, ou que controlam o movimento dos olhos promovem uma interface multimodal que estimulam múltiplos canais do sentido humano. As interfaces baseadas em voz tem ganhado grande destaque nesta área devido à melhoria na performance dos sistemas de processamento automático de fala, à convergência de dispositivos e à massiva produção de conteúdos multimídia, que passaram a requerer modos mais rápidos e eficientes de interação com os usuários. Apesar desta evolução, o processo de desenvolvimento de aplicações com interface de voz, sofre os desgastes causados pela falta de um ambiente de desenvolvimento que torne a tarefa dos desenvolvedores mais produtiva. Este tutorial tem como objetivo demonstrar a utilização de um ambiente produtivo intitulado FIVE (Framework for an Integrated Voice Environment). Esse ambiente permite a diminuição da curva de aprendizagem, a independência de plataforma, a extensibilidade e a integração entre diversos motores de fala. O público alvo deste tutorial são os projetistas de aplicações baseadas em interfaces de voz, que desejam construir soluções para a realização de reconhecimento de fala, síntese de voz e verificação de locutor. O tutorial será composto de três fases: (1) Introdução ao processamento de voz, (2) Utilização do ambiente FIVE para construção de motores de fala e (3) Desenvolvimento de aplicações com interface de voz.

Autores: Rodrigo Lins Rodrigues, Pablo Barros, Alexandre Magno Andrade Maciel and Edson Costa de Barros Carvalho Filho.

Tutorial D (3h) – Sistematização de revisões bibliográficas em pesquisas da área de IHC.

Quinta-feira (08/11), das 8:00 às 11:15h.

O minicurso destina-se à comunidade de pesquisadores, estudantes, educadores e profissionais atuantes em universidades e na indústria, que desejem conhecer ou se aprofundar em uma metodologia de Revisão Sistemática (RS) aplicável a estudos que envolvam levantamentos bibliográficos, especialmente sobre o estado da arte em IHC. Os participantes receberão contribuições significativas para o aprimoramento de suas metodologias de pesquisa, elevando a qualidade de seus levantamentos bibliográficos, em virtude das vantagens advindas da RS, dentre as quais se destacam: (i) Revisão do estado da arte de temas relativos à área de IHC; (ii) Auxílio à identificação de problemas atuais não esgotados em IHC; (iii) Subsídios para a identificação de soluções para problemas encontrados no foco da pesquisa de interesse; (iv) Produção de conteúdo relevante a publicações científicas, relatórios, trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses; (v) Rápida atualização do estado da arte sobre o tema/área da pesquisa; e (vi) Rápida incorporação/nivelamento de novos membros nos grupos de pesquisa das instituições, mediante o acesso a relatórios de atividades de RS de outros pesquisadores. Na primeira etapa do minicurso, apresenta-se a metodologia de pesquisa fundamentada em RS, sua origem, objetivos, importância, etapas e procedimentos, assim como a documentação gerada a partir do processo de RS. Na segunda etapa, planeja-se e formaliza-se a pesquisa, via Protocolo de Estudo. Na terceira etapa, demonstra-se a execução do Protocolo de Estudo e discutem-se procedimentos referentes à condução e/ou execução da pesquisa. Na quarta etapa, sumarizam-se os dados coletados e apresentam-se indicadores quantitativos e qualitativos de interesse para a extração e sumarização de dados, assim como de formas de organização e apresentação. Para todas as etapas, serão discutidos cuidados a serem tomados durante a execução de cada etapa, visando obter os melhores resultados.

Autores: Elizabete Munzlinger, Fabricio Batista Narcizo and José Eustáquio Rangel de Queiroz.

Pôsteres e Demonstrações

Modelo de Pôster

- Download do modelo em PPTX

- Download do modelo em ODP

Observações

Observação: Cabe aos apresentadores providenciarem os pôsteres em material adequado (lona, pvc ou similar). Os pôsteres deverão conter acabamento com bastão e cordão para serem pendurados nos tripés disponibilizados pela organização.

Pôsteres Selecionados

1. Clodis Boscarioli, Jeferson José Baquetta, João Paulo Colling e Charles Giovane De Salles. Avaliação e Design de Interação de Jogos Voltados ao Aprendizado de Crianças Surdas.

2. Cristiano Maciel, Silvia Amelia Bim e Clodis Boscarioli. A Fantástica Fábrica de Chocolate: levando o sabor de IHC para meninas do ensino fundamental.

3. Edie Santana, Cristiano Maciel e Kátia Alonso. Adicionando sociabilidade à interação em Ambientes virtuais de aprendizagem.

4. Fábio Alves, Cristiano Maciel e Junia Anacleto. Investigando a percepção dos usuários sobre os mecanismos de gamificação da rede social Foursquare.

5. Jader Saldanha e Amanda Meincke Melo. Qualidade no Uso de Objetos de Aprendizagem: apoio a inspeção de interface de usuário.

6. Junio Soares Dias e Raquel Oliveira Prates. Sistema de Apoio à Aplicação do Método de Inspeção Semiótica.

7. Marcio Alexandre De Queiroz e Cecília Arias Peixoto. Apoio à Geração de Protótipo de Interface Web Baseada na Metodologia The Bridge.

8. Ricardo Barros e Giuliano Bertoti. Uma Ferramenta Para a Visualização de Informações no Jornalismo de Dados.

9. Silvia Amelia Bim e Clodis Boscarioli. A IHC nos Cursos de Computação das Universidades Estaduais no Estado do Paraná.

10. Luiz Henrique Americo Salazar, Christiane Gresse von Wangenheim, Thaísa Lacerda e Rodrigo Araújo Barbalho. Customizando Heurísticas de Usabilidade para Celulares Touchscreen.

11. Rodrigo Andrade, Adriana Vivacqua e Ana Cristina Garcia. O papel da interação centrada ao usuário para suporte à colaboração em uma Unidade de Emergência Médica.

Competição de Avaliação

Graduação:

-Análise da Percepção e Interação de Usuários sobre Privacidade e Segurança no Facebook
UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Cascavel - PR)
Luiz Gustavo de Souza, Tiago Alexandre Schulz Sippert,
André Specian Cardoso e Clodis Boscarioli (professor-orientador)

-Exposição de imagem no Facebook - Um estudo sobre a privacidade de fotos pessoas na rede social
UFC - Universidade Federal do Ceará (Fortaleza - CE)
Mateus Pinheiro, Rodrigo Almeida, Deivith Oliveira
Atila Oliveira e Arthur Tavares

Pós-Graduação:

-Avaliando aspectos de privacidade no Facebook pelas lentes de usabilidade, acessibilidade e fatores emocionais
UFSCar - Universidade Federal de São Carlos (São Carlos - SP)
Tatiana Alencar, Maira Canal, Kamila Rodrigues
Rogério Xavier e Vânia Neris ( professora-orientadora )

-Imagem e privacidade - contradições no Facebook
UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte - MG)
Ana Terto, Cláudio Alves, Janicy Rocha
e Raquel Prates (professora-orientadora)

-Inspeção Semiótica e Avaliação de Comunicabilidade: identificando falhas de comunicabilidade sobre as configurações de privacidade do Facebook
PUC-RS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Porto Alegre - RS)
Juliano Varella de Carvalho, Felipe Lammel
Janaína Dias da Silva, Lucélia Cynthia Chipeaux
e Milene Silveira ( professora-orientadora)

Desafios IHC12

Atualmente está em fase de submissão. Para mais informações Acesse a área de submissões do IHC12

Programação Completa
Equipe
Coordenação Geral:
Cristiano Maciel - cmaciel@ufmt.br - UFMT
Patrícia Cristiane de Souza - patriciacs@ufmt.br - UFMT

Comitê de Programa:
Junia Coutinho Anacleto - junia@dc.ufscar.br - UFSCAR
Vânia Neris - vania@dc.ufscar.br - UFSCAR

Responsáveis pelas categorias de submissão de trabalhos

Artigos Completos:

Júnia Anacleto - junia@dc.ufscar.br - UFSCar

Vânia Neris - vania@dc.ufscar.br - UFSCar

Artigos Resumidos:

Raquel Prates - rprates@dcc.ufmg.br – UFMG

Luciana Salgado - lsalgado2006@gmail.com - PUC-Rio

Artigos Industriais:

Marco Winckler - winckler@irit.fr - ICS-IRIT

Bruno Santana - brunosantana@inf.puc-rio.br - Petrobrás

Workshops:

Milene Silveira - milene@inf.pucrs.br - PUCRS

Leonardo Cunha de Miranda - leonardo@dimap.ufrn.br - UFRN

Tutoriais:

Simone Barbosa - simone@inf.puc-rio.br - PUC-Rio

Plínio Aquino Jr – plinio.aquino@fei.edu.br - FEI

Pôsteres e Demonstrações:

Amanda Meincke Melo - amandamelo@unipampa.edu.br – UNIPAMPA

Marcelo Pimenta – mpimenta@inf.ufrgs.br - UFRGS

Competição de Avaliação:

Silvia Amélia Bim - sabim@unicentro.br - UNICENTRO

Carla Faria Leitão – faria@inf.puc-rio.br - PUC-Rio

Comitê de Programa

Alessandro Souza Ferreira Rubim de Assis (Nuance Communications, Brasil)

Alfredo Sanchez (Universidad de las Américas Puebla, México)

Amanda Melo (UNIPAMPA, Brasil)

Bruno Santana da Silva (Petrobrás, Brasil)

Carla Faria Leitão (PUC-Rio, Brasil)

Carla Maria Dal Sasso Freitas (UFRGS, Brasil)

Celmar Guimarães da Silva (FT-UNICAMP, Brasil)

Clarisse Sieckenius de Souza (PUC-Rio, Brasil)

Claudio Pinhanez (IBM, Brasil)

Cleidson de Souza, (IBM, Brasil)

Cristiano Maciel (UFMT, Brasil)

Ednaldo Pizzolato (UFSCar, Brasil)

Eduardo Hideki Tanaka (UNICAMP, Brasil)

Elizabeth Furtado (UNIFOR, Brasil)

Henry Lieberman (Massachusetts Institute of Technology, EUA)

Flavio Soares Correa da Silva (USP, Brasil)

Jair Cavalcanti Leite (UFRN, Brasil)

Janne Oeiras (UFGD, Brasil)

Joice Lee Otsuka (UFSCar, Brasil)

Jonathan Grudin (Microsoft Research, EUA)

Juliano Schimiguel (CETEC UNICSUL, Brasil)

Junia Coutinho Anacleto (UFSCar, Brasil)

Keiichi Nakata (University of Reading, Inglaterra)

Kênia Sousa (Intrasoft International, Bélgica)

Laura Sanchez Garcia (UFPR, Brasil)

Leonardo Cunha de Miranda (UFRN, Brasil)

Liza Potts (MichiganState University, EUA)

Leonelo Dell Anhol Almeida (UNICAMP, Brasil)

Lúcia Filgueiras (USP, Brasil)

Luciana Martha Silveira (UFTPR, Brasil)

Luciana Salgado (PUC-Rio, Brasil)

Marcelo Pimenta (UFRGS, Brasil)

Maria Cecília Baranauskas (Unicamp, Brasil)

Marco Antônio Alba Winckler (Université Paul Sabatier, França)

Milene Silveira (PUC-RS, Brasil)

Patricia Cristiane de Souza (UFMT, Brasil)

Plinio Thomaz Aquino Jr (FEI, Brasil)

Priscila Farias (USP, Brasil)

Raquel Oliveira Prates (UFMG, Brasil)

Renata Pontin (ICMC/USP, Brasil)

Rodrigo Bonacin (CTI, Brasil)

Sérgio Roberto Pereira da Silva (UEM, Brasil)

Sidney Fels (University of British Columbia, Canadá)

Silvia Amélia Bim (Unicentro, Brasil)

Simone Diniz Junqueira Barbosa (PUC-Rio, Brasil)

Stephen Gulliver (University of Reading, Inglaterra)

Tiago Silva da Silva (ICMC/USP, Brasil)

Vânia Almeida Neris (UFSCAR, Brasil)

Walter de Abreu Cybis (École Polytechnique de Montréal, Canadá)

Tamanho da Fonte
Diminuir Fonte
Aumentar Fonte